G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Agosto 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 CULTURA POPULAR

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: CULTURA POPULAR   Qua Set 03, 2008 7:39 pm

Sempre o popular foi relegado para um plano secundário e ainda hoje isso acontece. No entanto há verdadeiras obras-primas, como por exemplo a poesia de António Aleixo que toda a gente percebe, e quanto a mim a Cultura é para se perceber e não para se decifrar. No entanto e para alguns letrados, a arte popular não merece estima nem respeito, já que para eles de nada “ interessa a visão do mundo de gente comum e sem escrita”.
Dizem-nos que assim foi sempre, salvo a geração dos românticos e o primeiro quarto do século XX.

Afonso V( século XIII ) que até era considerado Sábio, considerava vil a acção dos “jograis do povo” que “ por ruas e praças” ganhavam “desonradamente o dinheiro”. Por sua vez, o Marquês de Santilana (século XV ) considera de “ ínfimos” quantos” poetizam para o povo” E na mesma linha de pensamento vamos encontrar Sá de Miranda, Lope de Vega , Calderon. E D. Francisco Manuel de Melo desejava mesmo que “ a poesia fosse uma arte difícil para agudos entendimentos”.Não sei se Camões terá respondido ao por quê deste estado de coisas quando referiu” que quem não sabe a arte não a estima”.

A Cultura Popular continua no entanto a ser campo a explorar por psicólogos ,historiadores, sociólogos e antropólogos ,pois para a construção do futuro interessa que no presente se conheça o passado. E cada vez é mais tarde para o fazer, que já em 1933, Leite de Vasconcelos, grande mestre da nossa Etnografia lançava um apelo:

“Acudamos a tudo, enquanto é tempo! De ano para ano extinguem-se ou transformam-se cousas e surgem outras de novo em vez delas”.”Empenhemo-nos por isso na investigação das tradições populares…estudemos tudo, busquemos ou continuemos a buscar paralelos ao que os tiver, abalancemo-nos à compreensão genérica dos factos, e assim daremos provas, nós, Portugueses, que desejamos acompanhar as nações cultas neste campo de actividade científica”.

Fontes: M.Viegas Guerreiro—Guia de Recolha de Literatura Popular;António José Saraiva—História da Cultura em Portugal;Rtnografia Portuguesa—Casa da Imprensa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
CULTURA POPULAR
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: Eventos, Recreação e Cultura :: Literatura-
Ir para: