G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Outubro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 As injustiças do (novo) concurso de professores

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Luís Manso



Número de Mensagens : 435
Idade : 56
Localização : Montargil
Data de inscrição : 22/07/2008

MensagemAssunto: As injustiças do (novo) concurso de professores   Sex Jul 10, 2009 3:32 am

Como somos da mesma profissão... aqui vai este comentário:

As injustiças do (novo) concurso de professores
Sexta-feira, 10 Julho, 2009 in Ensino/Educação, Política, Portugal | by jclages

Quem não está dentro do assunto pensa que tudo o que se passa com os professores são «ossos do ofício».

Os grandes defensores deste Governo e das suas «medidas» para o sector da Educação acham que tudo o que os professores dizem é mentira e só querem é defender interesses «corporativos». Esta dos interesses «corporativos» é recorrente, já que qualquer pessoa se acha no direito de chamar corporativo a um professor, mesmo sem saber bem o que é. Mas como essa palavra aparece muito nas televisões, toca a aplicá-la a torto e a direito.
Passo, então, a expor a minha situação (que é idêntica à de muitos professores, mas sem acesso aos grandes meios de comunicação social):
Sou professor do 1.º Ciclo do Ensino Básico (antigo professor do Ensino Primário, vulgo professor primário) e pertencia, até agora, ao Quadro de Zona Pedagógica da Guarda (QZP 09).
Este ano o Governo resolveu alterar toda a mecânica do concurso de professores para, segundo afirma, estabilizar o corpo docente. E, se bem o pensou, melhor o fez. Como estava é que não podia ser. Até parecia mal que este Governo, todo moderno, deixasse ficar as coisas como estavam. Era imperioso mexer nisso.
Para isso, extinguiu os QZP e os professores deste quadro foram obrigados a concorrer a um Quadro de Agrupamento.
Mas há um pormenor que nunca é falado na comunicação social e só o conhece quem está no terreno. Aquando dos concursos não são apuradas todas as vagas, só algumas. Mais tarde é que vão aparecer outras vagas.
Como sou do Soito, concorri e coloquei (como é óbvio) o Agrupamento do Sabugal em primeiro lugar e os outros por aí fora, até Seia. Também podia concorrer a Agrupamentos fora do Distrito da Guarda e assim fiz, colocando, também, os Agrupamentos de Covilhã, Belmonte, Fundão e Penamacor. Não podia colocar outros, já que os Distritos de Viseu ou Coimbra, para quem é daqui, ficam longe e do outro lado é Espanha (e não se pode concorrer para Espanha).
Recentemente saíram as listas de colocação. Fiquei colocado, para quatro anos, no Agrupamento de Aguiar da Beira, que tinha posto em 19.º lugar nas minhas preferências (a única sede de concelho do distrito da Guarda que não conheço). Ora isso fica a 130 Km do Soito, mais ou menos.
Houve muitos professores do (antigo) QZP 09 que não foram colocados e, aquando do concurso havia uma opção que era a de se poder concorrer a aproximação à residência (DAR), depois da colocação.
Acontece que nesse concurso para DAR estarão em primeiro lugar os tais professores que não foram colocados nesta fase do concurso. O que vai acontecer agora?
Vou concorrer a DAR, mas não vou ter hipóteses nenhumas, porque os professores que estavam atrás de mim na lista graduada vão-me ultrapassar.
O leitor está confuso? Também eu estou confuso e muitos outros professores o estão.
O que pode acontecer (e é o mais certo que aconteça) é que os professores que irão ser colocados na segunda fase do concurso (e cuja colocação será em finais de Agosto) fiquem em Agrupamentos muito perto do Sabugal e que me interessavam a mim, como Guarda, Almeida, Figueira ou Celorico. E eu estava bem à frente desses professores na lista graduada.
Ou seja, mais valia não ter sido colocado nesta fase do concurso, que teria, depois, hipótese de ficar muito mais perto da minha residência.
Agora, que já estou colocado, tenho que ir para Aguiar da Beira.
Estas situações não passam na comunicação social. O que interessa é dizer que já estão colocados não sei quantos milhares de professores.
É assim esta vida de professor, agora.
Conhecem outra profissão onde se passe uma coisa semelhante?
Acham que eu tenho alguma razão para gostar do que este Governo faz?
João Aristides Duarte

IN http://capeiaarraiana.wordpress.com/2009/07/10/as-injusticas-do-novo-concurso-de-professores/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
As injustiças do (novo) concurso de professores
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» OPEN GPC 2012 - Novo espaço - Fotos!!!
» [Tópico 1]Saint Seiya ? - Novo Anime da série Saint Seiya.
» Crónicas 3º Moto-Churrasco de Pinhal Novo
» Cronica do 16 º Aniversário do Moto Clube Pinhal Novo
» Novo Álbum de figurinhas do Cavaleiros do Zodíaco.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: Comunicação DIVULGAÇÂO :: Diga de sua justiça-
Ir para: