G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Dezembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 Obama com dificuldades para fechar Guantánamo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
pedrolopes

avatar

Número de Mensagens : 353
Idade : 39
Localização : http://www.youtube.com/user/pedrolopes777
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Obama com dificuldades para fechar Guantánamo   Sex Maio 22, 2009 7:07 pm

O Presidente Barack Obama garantiu hoje que continua empenhado em encerrar a prisão de Guantánamo, mas também em lutar contra o terrorismo. “Acredito, com todas as fibras do meu ser, que não podemos manter este país seguro a não ser que usemos o poder dos nossos valores mais fundamentais”, afirmou.

Obama respondia assim às críticas tanto dos conservadores como do seu próprio partido, que se recusaram a dar-lhe dinheiro para fechar a base, na ausência de um programa detalhado para encerrar o campo de detenção.
Obama realçou a necessidade de limpar “a confusão” deixada pela Administração de George W. Bush.
Logo a seguir ao seu discurso sobre Guantánamo, começou a falar, no American Enterprise Institute, também em Washington, o ex-vice-presidente Dick Cheney, considerado o arquitecto da política anti-terrorista da Admnistração Bush, que hoje está a ser posta em causa, sobretudo no que toca ao uso de técnicas duras de interrogatório – que hoje são consideradas, de forma praticamente unânime, tortura.
Em causa está sobretudo o uso da simulação de afogamento (“waterboarding”) para tentar arrancar informações aos suspeitos de terrorismo. Cheney defendeu vigorosamente a sua Administração, negando que alguma vez tivesse patrocinado a tortura. “Os interrogadores tinham linhas orientadoras muito precisas sobre a linha divisória entre técnicas de interrogação e tortura, e sabiam de que lado tinham de ficar” afirmou. Por isso, defendeu, citado pelo jornal “Los Angeles Times”, “nunca foi permitida a tortura”.

Cheney não só defendeu as práticas da Administração Bush como criticou acidamente os que dizem que foram ultrapassados os limites da legalidade na forma como lidou com suspeitos de terrorismo, após os atentados do 11 de Setembro.

Obama considera-se reconfortado por ser criticado tanto pela esquerda como pela direita, pensando ter encontrado uma política que é um ponto de equilíbrio. “Mas a triangulação é uma estratégia política, não uma estratégia de segurança nacional. Nenhuma altura é boa para tentar obter compromissos, quando estão em jogo vidas americanas”, disse Cheney, citado pelo CNN.

Do lado da presidência, as coisas não são vistas assim. Obama falou nos Arquivos Nacionais, o local onde são guardados os documentos fundamentais da vida democrática dos Estados Unidos, como que para reforçar a sua mensagem. Criticou as “posições políticas” que estão a entravar os seus esforços para encerrar Guantánamo, e justificou a sua decisão de não divulgar mais fotos de abusos e maus tratos a prisioneiros feitas por força americanas, dizendo que não representava uma contradição com os valores que jura defender.

O objectivo da sua Administração, disse Obama, é obter “um equilíbrio justo entre a transparência e a segurança nacional”.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pedro-lopes-livros.blogspot.com
 
Obama com dificuldades para fechar Guantánamo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» tus fariam uma tattoo dessas?
» Decais para a Forca Aerea Argentina.
» Animais para adopção
» dica para a cloth myth revolution
» CONVERSÃO A330 PARA A340-600

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: Comunicação DIVULGAÇÂO :: Noticias Gerais-
Ir para: