G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Outubro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 Festas Populares- Subsídio para a sua historia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Antonio Mendes



Número de Mensagens : 823
Data de inscrição : 24/07/2008

MensagemAssunto: Festas Populares- Subsídio para a sua historia   Qui Ago 21, 2008 4:55 pm

Festas Populares de Montargil



Em tempos idos, a grande festa de que se tem memória em Montargil foi a do “ Senhor das Almas”, que se terá realizado durante 9/10 anos, com o início em 1930/31,terminando em 1939,quando uma criança de 9 anos (o já falecido António Joaquim Pina, que mais tarde foi serrador), agarrando numa bomba de fogo preso que não rebentara, ficou sem a mão direita. No ano seguinte, e anunciando a festa, o “mastro” com a bandeira ainda lá esteve, mas festa não houve.

Então, a festa tinha lugar nos terrenos situados atrás da Ermida e o pessoal da Vila seguia a pé, em romaria, desde o Largo da Igreja. Então, o Lugar do “Senhor das Almas” ficava fora da povoação, já que esta só chegava até à casa do senhor António Caldeira e da senhora Elvira (na então Rua dos Serrados, depois Rua 28 de Maio e hoje Rua 1º de Maio, e tudo o resto era mato até onde os lobos chegavam.

Era uma grande festa, com fama nos arredores e que durava de sexta a segunda-feira. Nos “botequins” cantava-se o “fado” e a “desgarrada”. O café na chocolateira de barro fazia-se ao lume---e como era diferente o gosto…— ao mesmo tempo que o “capilé”, o “ pirolito de chupar”( lá estava a senhora Ilda Pina),e o “ pirolito de beber” eram, a par do “vinho ao copo” tirado do “ pipo”,as bebidas que se gastavam. Embora também a cerveja, em especial nos últimos anos se vendesse no “ botequim” da senhora Angélica Pina “Carramanacho” e do seu filho António Pina, mais tarde conceituado comerciante e hoje saudoso companheiro das lides jornalísticas e da defesa dos interesses da nossa terra. Era então, dizem-nos, uma bebida para os mais abastados.

Entretanto, em redor do “coreto” e do “vazar”( como alguns chamavam ao “ bazar”,) juntava-se a multidão, escutando a “ música”( da Banda da terra) e atenta ao”quem dá mais” do leiloar das(a)fogaças e de outras prendas, enquanto cá fora algumas “cachopas” vendiam “rifas” com pequenos prémios como ganchos para o cabelo, rebuçados, etc.

Há quem diga que ali se bailava também, mas também há quem afirme que nunca ali se bailou. E na verdade, o terreno a isso não é propício.

Curiosamente, no sítio onde desde 1930 se encontra a já referida “Ermida”, existiu um “nicho” contendo uma imagem do “Senhor das Almas”, do qual eram “devotos” os “Ratinhos” vindo das Beiras, de passagem ou por aqui se fixando durante algum tempo, e que ali depositavam as suas esmolas levando pedaços de cortiça como recordação.

Como se disse, em 1939 a Festa parou, mas 55 anos depois, por proposta do Rancho Folclórico e em parceria com a Junta de Freguesia e a Paróquia, reconstituíram a “Romaria” naquilo que de mais etnográfico era possível reconstituir. Assim, pelas 17 horas do segundo domingo do mês de Setembro, do Largo da Igreja parte o “povo” em “romaria”. Á frente, as gentes do folclore com os seus trajos tradicionais, seguindo-se as “fogaceiras” e logo a seguir a “Banda de Música. E atrás mais gente, mais “povo”.

Chegado o Cortejo à Capela de S.Pedro, começa então a Procissão até à singela e bonita Ermida do Senhor das Almas, onde as “fogaças” são leiloadas. Então, e ali no chão, o Rancho Folclórico e a Banda de Música actuam para as centenas de romeiros que é normal ali se encontrarem, após o que a todos é oferecida a boa sardinha, o bom pão e o bom vinho.

Entretanto, são leiloadas as “fogaças” e já se encontram várias bancas com produtos tradicionais----pão caseiro, pão com chouriço, pirolitos de chupar, bolos de cinco tostões, tremoços e pinhões para mais não citar. Mas a festa continua, não até muito tarde porque no outro dia é dia de trabalho. Aqui e ali e ao som da “concertina” e do “realejo” faz-se o gosto ao pé, e até o fado se pode ouvir cantar.

Entretanto e mais tarde, as Festas passaram-se a realizar na Lomba, agora como festas em honra de S.Sebastião. Por ali passaram grandes artistas, excelentes grupo de folclore— ainda o nosso não tinha nascido— assim como bons conjuntos de baile. Como também começaram a ser marcantes algumas iniciativas locais.

Hoje a Festa realiza-se em Junho, já passou pelo Polidesportivo das Escolas e está transitoriamente no Largo do Mercado. E porque “ todos somos MONTARGIL”, lembremos também as Festas realizadas em “Foros do Mocho”, “Farinha Branca” e “Vale de Vilão”.

Quanto à Romaria do Senhor das Almas, depois de alterada a data para o segundo sábado, está agora programada para o terceiro (também sábado) do mesmo mês de Setembro.

Lino Mendes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Festas Populares- Subsídio para a sua historia
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Festas populares do Pinhal Novo
» Amelia Earhaet em Fortaleza - Ceara
» Decais para a Forca Aerea Argentina.
» Animais para adopção
» dica para a cloth myth revolution

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: História e Património :: História de Montargil-
Ir para: