G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Agosto 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 CONTRIBUTOS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
linomendes



Número de Mensagens : 328
Data de inscrição : 16/06/2010

MensagemAssunto: CONTRIBUTOS   Sex Ago 17, 2012 9:02 pm

Contributo
para um Inventário de prioridade


Há por vezes quem enfie a carapuça sem que alguém lha tenha enviado, e quem leia aquilo que não foi escrito. É até natural que alguém entenda que aquilo que vou escrever seja um ataque a A, B ou C , mas desde já lhe digo que se assim pensa está enganado. Até porque é norma minha quando envio uma seta a alguém em especial, a mesma leva o nome na ponta. Inclusivamente nunca assinei com pseudónimo qualquer artigo de opinião.
É uma verdade que uma terra é aquilo que os seus filhos quiserem, mas quando como no caso da nossa terra acontecem divisões por razões ideológicas, é incontornável…que nada queremos. Quando um cidadão põe à frente de todas as razões o que o partido pensa, é sinal de que não aprendeu a viver em democracia. O desenvolvimento não acontece.
Claro que a nossa terra tem coisas boas, mas algumas carências que se mantêm por razões que a razão desconhece. Temos por exemplo uma EBI que nos deve orgulhar, mas que esteve quase a não acontecer, e eu continuo a considerar que se não fosse a persistência da CM ou antes do seu Presidente naquela ponta final, --estou, como sabem à vontade para falar—no ano seguinte já não aconteceria. Há quem me conteste veementemente, mas as opiniões são livres Vamos ter agora a Zona Verde do Laranjal a constituir um equipamento de excelência mas faltam-nos algumas coisas que a situação do país não nos permite pensar delas no imediato.
Por isso considero que se deve elaborar um “inventário de prioridades”,tendo presente que nem tudo o que falta é de exclusiva responsabilidade ou vontade das autarquias, embora as mesmas nunca possam estar ausentes das soluções respectivas..

OFICINA DE HISTÓRIA E OFÍCIOS TRADICIONAIS

Photobucket

Trata-se de uma ideia da Arqueóloga Ivone Canavilhas, e em substituição do Museu que se considerou um tanto inviável.E o importante para já, é reservar no Laranjal um espaço para o mesmo e a construir quando reunidas as condições financeiras para o efeito.

Photobucket

Trata-se de um espaço de grande importância para o desenvolvimento local, depositário de valores identitários tanto no campo da arqueologia como da etnografia.

>



ROTEIRO ETNOGRÁFICO

Todos sabemos que na Vila são necessários “atractivos”que convidem o visitante a subir, pois só assim o comércio local poderá vir a lucrar. Ninguém , certamente acredita, que só pelo comércio as pessoas aqui se desloquem. E alguns são os exemplos de localidades que se tornaram em espaços sem vida


Aqui será também muito importante que se possa “oferecer”o artesanato local, ou com motivos locais.
Mas voltemos ao Roteiro Etnográfico:



Photobucket





Existem na Vila alguns pequenos imóveis, de traça bem antiga, e em degradação. Claro que têm donos e quero acreditar que facilitarão a respectiva aquisição . É preciso é meter mãos à obra.

Photobucket

…Aqui no Outeiro há logo um em que se poderiam montar, uma cozinha e um quarto, e nos outros que existem na vila outras “divisões” como “casas de fora”,”dispensas “ e outras que eram usuais ,construindo mesmo um forno caseiro. Importante será no entanto, que sem deixar de ser dos donos, que esses edifícios sejam considerados património cultural de interesse municipal. Há muitos anos que o Arquitecto José António de Sousa Macedo e a esposa, arquitecta Maria Manuela Macedo de Sousa o referiram em relação ao Outeiro, o que teria evitado a adulteração da casa junto à Capela.
<

Photobucket

Não me parece que seja um investimento vultuoso.

PRAIA FLUVIAL
Photobucket



Dizem-me, não sei se com foros de verdade, que temos na Europa a única praia fluvial de areia branca. E o Plano de Ordenamento da Barragem indica os locais que podem funcionar como praia, e as condições que podem existir. Naturalmente terá que haver investidores…
Foram definidas três zonas de recreio balnear: uma na margem direito do braço de Foros do Mocho; e duas na margem direita da albufeira ,junto ao Pintado e junto a Montalvo, e que devem observar as seguintes normas: existência de acessos e estacionamento adequados; estarem correctamente assinaladas; serem dotadas de apoio de praia, que não vamos agora aqui especificar.

Esta uma situação que terá ficado muito prejudicada com o recuo dos empreendimentos CS.

PARQUE DE MERENDAS
Sem querer atingir seja quem for, esta é no momento uma situação anómala. O POB prevê dois locais, que no entanto deverão estar equipados com bancos, mesas e áreas para foguear destinados exclusivamente à preparação de alimentos, podendo ser complementadas com sanitários e espaços para recreio infantil, estes últimos com uma área máxima equivalente à do parque de merendas, e ainda, um posto de primeiros socorros.
A nossa esperança vem estando no projecto da Associação de Regantes que anos após ano nos vèm dizendo que o mesmo continua em “carteira”…mas vai continuando.

RECINTO COBERTO
Não se pode neste momento pretender um “Multiusos”com um certo requinte mas seria bom existir, a exemplo do que encontramos em muitas aldeias do Ribatejo,”um espaço com quatro paredes e uma cobertura, instalações sanitárias e um palco, sendo no entanto fundamental que se acautelasse a acústica.
A EBI tem um bom Pavilhão, mas com uma acústica horrível e um piso que não pode ser usado com o calçado normal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
CONTRIBUTOS
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: História e Património :: História de Montargil-
Ir para: