G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Outubro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 ABC DO PATRIMONIO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
linomendes



Número de Mensagens : 328
Data de inscrição : 16/06/2010

MensagemAssunto: ABC DO PATRIMONIO   Sex Jul 13, 2012 6:48 pm





Photobucket



Dizem-nos os dicionários que PATRIMÓNIO pode significar também “herança paterna”,”bens que se herdaram de pais ou avós”,”bens de família”, mas o Património que aqui iremos tratar é o constituído por”zonas, edifícios e outros bens naturais ou materiais de determinado país que são protegidos e valorizados pela sua importância cultural. É, já o perceberam certamente, o PATRIMÓNIO CULTURAL, e que de forma simplista poderemos dizer que “ é tudo aquilo que o homem criou e que por questões culturais inerentes ao meio em que se insere, se muniu de valor para aquela sociedade”

Entretanto, Sérgio Lira acrescenta que “a utilização da palavra Património para definir aquilo que consideramos herança cultural (normalmente traduzida em bens materiais representativos de obras, valores, pessoas, etc.) tem sofrido ao longo do tempo alterações significativas de sentido: o que era considerado património ontem poderá não o ser hoje ou deixar de vir a ser amanhã, tal como o que ontem não era tido nesse conceito pode hoje nele estar incluído ou vir a sê-lo no futuro”

Mas a finalizar esta “entrada” vejamos a maneira simples, clara, como uma senhora professora , da Esgueira, e que vamos encontrar no Livro “Rostos de Gente” de Helder Pacheco(Caminho—Lisboa—198
7—pag.13.



A riqueza de um povo é tudo
o que faz parte da sua vida.
É tudo o que te cerca. É a paisagem
que vês da tua janela. É a casa pequena
da tua aldeia.
É o museu da cidade.
É a cantiga que ouves ao trabalhador,
é aquela que a tua mãe cantava
para te embalar.
É a filarmónica da tua terra nas tardes
quentes de verão.
São os trajos coloridos das mulheres do campo
ou do mar.
É o rancho que dança nos caminhos poeirentos
da aldeia. É a capelinha solitária no alto do monte.
É a catedral da grande cidade.
É o barro moldado pela mão do oleiro,
e a rede feita pela mão do pescador.
É o pregão da varina que percorre as ruas
da cidade ou a voz serena do pastor
chamando as ovelhas…
São as histórias cantadas, aos serões de inverno,
junto à lareira.
É o jogo da malha no largo da aldeia .
É o desenrolar da meada, é a força
da vida!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
ABC DO PATRIMONIO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: História e Património :: Sala da Cultura-
Ir para: