G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Dezembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 Morreu a Ti Joana...Recordemos a Ti Joana

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
linomendes



Número de Mensagens : 328
Data de inscrição : 16/06/2010

MensagemAssunto: Morreu a Ti Joana...Recordemos a Ti Joana   Sex Jan 20, 2012 12:23 am

Morreu a Ti Joana/ Recordemos a Ti Joana



A notícia chegou-nos já o funeral tinha sido, e embora o desenlace fosse aguardado não deixou de ser uma pessoa amiga que nos deixou.
Com os seus “pirolitos de chupar”sempre foi uma colaboradora das nossas actividades, quer no “Mercado à moda antiga” quer na “Romaria do Senhor das Almas”, a ela devemos alguns dos nossos saberes .
Apresentando condolências à família, prestamos a nossa homenagem póstuma, aqui deixando uma entrevista que nos concedera à cerda de dez anos. [/size][/font]






Nasce numa casa pobre, na Azinhaga (na vila). É criada sem pai e aos 9 anos entra na escola do mestre Banha . Aos 14 começa a servir, primeiro como criada de fora (criada dos quartos), depois passa para a cozinha, acabei os meus tempos na Cozinha, diz-nos e cozinheira se manteve durante toda a vida Aos 22 anos, casa.
Mas voltemos entretanto aos seus tempos de juventude.
A Ti Joana foi uma mulher da Vila. Onde se realizavam os bailaricos?
- Na Séde e no Grémio. Á Sede iam os oficiais - sapateiros carpinteiros, alfaiates - costureiras e uma ou outra criada de servir. Ao Grémio iam os mais camponeses.
Nunca foi a bailes do campo?
- Ainda fui, no tempo da minha mãe. Andava à Escola e já ia aos bailaricos, com as minhas irmãs e com a minha mãe.
Quais eram as modas desse tempo?
- Dois passos, Valsa, Mazurka, Chotiça, Corrida, Polca, a Chula.
Que festas se faziam então?
- Era a Festa do Senhor das Almas, durante três dias, sábado, domingo e segunda.



Era o tempo do mercado na Praça..
- O mercado foi mais tarde.
Falemos agora da cozinheira. Quais eram as comidas num casamento?
- Canja de galinha, ensopado de borrego e de chibo. Chibo assado, frango corado Arroz corado.
Como era o dia do casamento?
Os convidados do noivo almoçavam em casa do noivo e os convidados da noiva em casa da noiva. Depois do casamento, à tarde ou à noite juntavam-se então todos.
O que é que nessa altura os padrinhos ofereciam?
- O padrinho do noivo oferecia-lhe o fato do casamento, e a madrinha da noiva oferecia-lhe o vestido de noiva. No meu tempo, casei há mais de sessenta anos, já se usava o vestido branco até aos pés.
- E o fato normal da mulher ainda era até aos ortelhos?
Nessa altura já se usava saia a cima do joelho, chamava-se saia curta. Se era vestido, a saia do mesmo dava pelo meio das pernas.
Era nessa altura que as mulheres do campo quando vinham à vila só se calçavam à entrada da vila?
- Era, vinham com os sapatos na mão.
Para os pouparem pois só tinham um par.
- E se calhar porque habituadas a andar descalças era um sacrifício andarem calçadas.
As raparigas da vila davam-se bem com as raparigas do campo.
- Havia diferenças, pois ate chamavam cabreras às do campo.


E os homens do campo?
- Também havia diferenças. Esses quando vinham à Vila tinham que deixar os cajados à entrada. Quando chegavam à do Ti Manassa, punham os cajados atrás da porta para evitar as zaragatas. já cá havia a Guarda, era naquelas casas que eram das da Biquinha, pegadas às do António Júlio.
Voltando à Cozinheira, como eram as comidas nos baptizados?
Era igual à dos casamentos. A não ser que dessem só um lanche, em que davam só bolos e bebidas.
Iam para a Igreja em desfile, a pé?
Era as parteira, que ficava a ser madrinha da criança e comadre da família que levava a criança. A parteira levava uma toalha branca muito bonita, com uma grande renda, e que era para limpar a cabeça da criança quando junto à pia o senhor Prior lhe pusesse água sobre a cabeça. Era mesmo tradição...
Voltando ainda à cozinheira. Como era a comida pela Páscoa?
Era a mesma do Carnaval e doutros dias de festa. Havia então dos doces, em especial a tejelada , sempre assim foi .Enquanto no Natal eram os fritos, os pastéis e filhoses.
Ainda se lembra bem do Carnaval desse tempo?
Era muito alegre, porque estava cá o Zé da Barraca, e antes foi o Pinta Santos. Eram as “contra-danças”, a passarem pelos arcos, era muito bonito. E foi também, pelo menos uma vez o pau (o mastro) com fitas de várias cores, a fazerem aquele xadrez.
Voltamos à comida, ou não fosse a Ti Joana cozinheira. Mas durante a semana não era essa a comida do dia a dia (ensopado, etc.)
- Pois não, havia outras comidas: sopas de carne, feijão com couve, muitas outras.
Era uma população religiosa?
- A grande maioria era ,e durante a Quaresma acontecia que para não terem na comida nem uma pinga de gordura, queimavam (o interior) as panelas de barro. Só a partir das 10 horas de Sábado de Aleluia é que voltavam a comer carne.
A Feira da Ponte era uma festa para a terra.
Andava-se um ano inteiro a guardar compras para fazer na Feira da Ponte.
E como iam para lá?
- Iam de carro de mulas ou mesmo a pé.
Uma última questão. Nesse tempo as pessoas eram mais amigas umas das outras...
- Eram sim senhora. Por exemplo no Carnaval, que era uma festa de três dias ,as pessoas juntavam-se a comer em casa umas das outras...


Foi uma curta conversa com a senhora Joana Maria Moreira (a ti Joana),que mais tarde teve um Café na hoje Rua 1º de Maio (antiga Rua dos Serrados ) e que ainda hoje com os seus 86 anos vai fazendo apetitosos bolos e os célebres pirolitos de chupar.

Lino Mendes[/size][/font]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Morreu a Ti Joana...Recordemos a Ti Joana
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Olá, sou a Joana!
» Secret Story - Casa dos Segredos 4 [II]
» Videos de dubaldores.
» Bem-vindos a Beirais

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: Comunicação DIVULGAÇÂO :: Noticias de Montargil-
Ir para: