G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Agosto 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 Programa TRADIÇÕES

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: Programa TRADIÇÕES   Sab Nov 26, 2011 6:37 pm

NOTA DO DIA
Photobucket
Como expressão de uma IDENTIDADE o FOLCLORE encontra-se numa encruzilhada dos tempos, pois perante a alienação que se verifica, o desinteresse que os próprios Governos vêm demonstrando, já nos questionamos sobre como estará o mesmo daqui a cem ou duzentos anos .Porque é preciso ter plena consciência de que a esse ou mais tempo o folclore é o mesmo que temos hoje .
Há quem pense, que daqui a cem, duzentos ou mais anos o folclore será a expressão das nossas vivência de hoje. Nada disso, o folclore que temos e teremos é a expressão da vivência das gentes de antigamente, quando ainda não influenciados por valores alheios à sua maneira de ser e de estar.
Ao iniciar a minha colaboração neste programa, quero dizer que não pretendo interferir na vida interna dos grupos que são os donos de si próprios, tampouco me pronunciarei sobre situações específicas de regiões que não estudei, apenas apontarei caminhos para ajudar outros companheiros que de facto desejam que o seu grupo seja de folclore. E deixar desde já a certeza de que nada—trajo, cantigas,”danças”—pode ser inventado, mas apresentado com a verdade com que foi recolhido.Nunca será o puro ou o genuíno, mas o mais representativo possível.
Mas podemos começar com coisas mais simples:
Estamos em 1920( a data é um tanto flexível porque o progresso não chegou a todo o lado ao mesmo tempo)
Acham que já se usava relógio de pulso?
Acham que as saias eram curtas?
Acham que as mulheres usavam cabelo à moderna?
Acham que os tecidos usados tinham fibra e eram justos ao corpo?
Acham que se usavam unhas pintadas ou quaisquer outras pinturas?
Acham que as pessoas andavam com medalhas no “fato”?
E apenas uma recomendação final: O fato não é farda mas “trajo”; quem canta não é cantor nem cantora, mas “cantador” e cantadeira”,não se dança mas “baila-se”, e o número que se vai seguir não é uma música mas uma “moda” ou uma “peça”.
Claro que cada terra com seu uso, e pode haver algumas diferenças.
Lino Mendes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Programa TRADIÇÕES
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Alguém já tentou fazer os aviões na escala 1/144, em várias dimensões no programa catia?
» Globo compra nova Prison Break, mas só exibe 24 horas e Lost
» Shark Tank - O Lago dos Tubarões
» Você na TV! [III]
» Artigo aberto: Sobre Sprites e Jogos

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: História e Património :: Sala da Cultura-
Ir para: