G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Dezembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 ORA,TOME NOTA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: ORA,TOME NOTA   Seg Nov 07, 2011 3:50 pm

MARIE CURIE

7 de Novembro de 1867.Filha de um professor nasce em Varsóvia(Polónia)Marya Sklodowska Salomee,cujo nome,vivendo então em França muda para Marie,tornando-se Marie Curie quando em 1895 se casa com Pierre Curie.

“Em 1903, Pierre e Marie, juntamente com Henri Becquerel (REE ahn beck REL) recebeu o Prémio Nobel * de Física pelo seu trabalho e a sua descoberta da * radioatividade. Em 1911 foi novamente agraciado com o Prémio Nobel pela descoberta do polônio dois novos elementos e rádio.”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: DIA MUNDIAL DA CIÊNCIA   Qua Nov 09, 2011 7:20 pm

Dia Mundial da Ciência ao serviço da Paz e do Desenvolvimento
|
Dia Mundial da Ciência ao serviço da paz e do desenvolvimento celebra-se no dia 10 de Novembro. Dia Mundial da Ciência ao serviço da Paz e do Desenvolvimento foi estabelecido em 2001 por iniciativa da Organização das Nações Unidas.
Desde 2005 que esta organização tem celebrado este dia através de exposições, workshops, oficinas, distribuição de livros e palestras com cientistas de renome.
De uma forma geral este dia pretende sensibilizar indivíduos e países para a correcta utilização dos progressos cientí¬ficos ao serviço da Humanidade, para a construção de um mundo sem conflitos e para a promoção da solidariedade mundial.
Fonte:educamais.com
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: Dia Mundial do Urbanismo   Qui Nov 10, 2011 9:22 pm

08 de novembro:
Dia Mundial do Urbanismo


O urbanista é o profissional responsável por todo o espaço urbano, desde os locais de favelas sem infra-estrutura, passando pelas áreas nobres de uma cidade.

O urbanista projecta, organiza, cria, calcula e constrói ambientes de forma harmónica, desenvolve actividades como paisagismo e comunicação visual, faz e executa projectos relacionados ao lixo, à devastação de áreas ambientais urbanas, ao transporte e às construções, sempre buscando soluções para os problemas do panejamento do espaço físico em benefício do bem-estar do homem.
É a arquitectura voltada para as necessidades do cidadão!

O Dia Mundial do Urbanismo foi decretado pela "Organizacional Internacional del dia Mundial del Urbanismo", em Buenos Aires - Argentina, com o objectivo de repensarmos e reflectirmos melhor sobre o urbanismo, bem como as reais condições de vida da população das cidades.
Uma trilogia de elementos naturais é o emblema desta data comemorativa: o sol (representado em amarelo), a vegetação (representada em verde) e o ar (em azul), com o objectivo de fortalecer o equilíbrio entre o meio natural e o meio antrópico (urbanizado) nas grandes cidades.

(Extracto de in Mudo Verde)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: Dia da Restauração   Sex Nov 11, 2011 12:19 am

[size=18

Restauração
de 1640

Sempre entendi que um Povo que ignora a sua História não existe como tal. Por isso bom seria que dia 1º de Dezembro e ao soar dos acordes do Hino da Restauração (onde isso for caso) todos soubessem que se iniciavam as comemorações dos 372 anos da Independência de Portugal, após 60 anos de domínio espanhol. Mas a data passa quase despercebida, numa atitude que até pode ser politicamente correcta, mas a História não deve ser omitida, nos bons como nos maus momentos, e no caso até se trata de um acontecimento marcante, como o é sempre a reconquista da Independência.
A propósito, acabo de saber que o respectivo feriado vai ser retirado.
Tudo começou quando um rei visionário e imaturo , escudado nos poderes que a monarquia lhe conferia, meteu ombros a uma missão impossível, vindo a sepultar o reino nos campos de Alcácer Kibir .Ali desapareceu ele, deixando como sucessor um tio, o Cardeal D.Henrique, que viria a morrer dois anos depois, e os muitos nobres que não sucumbiram foram feitos prisioneiros ,tendo o seu resgate provocado endividamento do país. Luís Vaz de Camões antevê o que vai acontecer, quando numa carta dirigida a D. Francisco de Almeida, escreve que” enfim, acabarei a vida e verão todos que fui tão afeiçoado à minha Pátria que não só me contentei em morrer nela, mas com ela”.

Com a morte de D.Henrique, vários sucessores ao trono se perfilam, entre os quais Filipe II de Espanha, que em 1580 e nas Cortes de Tomar, dá início à III Dinastia ( a Filipina)que vai durar seis décadas. Aclamado como Filipe I de Portugal jura respeitar as leis e os costumes vigentes no País, entre os quais a manutenção da Língua Portuguesa como única Língua oficial. Mas se no reinado de Filipe II a nomeação de alguns castelhanos para o Governo de Portugal provoca já descontentamento, com Filipe III a situação agrava-se já que este desrespeita o juramento de Tomar e transformou aquilo que era uma “união dinástica” numa “unificação institucional das duas coroas”
Alguns nobres, dada a distância vêem-se afastados da Corte instalada em Madrid, alguma burguesia vê-se afastada dos negócios ultramarinos da Espanha, ao mesmo tempo que holandeses e ingleses atacam as colónias portuguesas sem que Madrid faça alguma coisa em sua defesa e até o povo junta o seu descontentamento e já em 1637 se manifestara contra a fome e a subida do preço do trigo.
A altura era propícia já que a Espanha se encontrava ocupada com outras frentes. E o “golpe palaciano” de 1 de Dezembro aconteceu como reflexo das reuniões iniciadas em Outubro e que culminaram em 29 de Novembro.

Ao soar das nove badaladas, todos os conjurados se dirigiram ao Palácio da Ribeira para matar o traidor Miguel de Vasconcelos e tomar o poder em nome de D .João, Duque de Bragança que viria a ser o IV, iniciando a IV e última Dinastia. Mas a Guerra dita da Restauração duraria 28 anos, e é em 1968 que através da assinatura de um tratado de Paz, que a Espanha reconhece a independência de Portugal.

Será importante, pois, em ensinar aos que o desconhecem, pelo menos os factos essenciais da nossa História, os bons para glorificar ,os maus para reflectir. VIVER a História é um imperativo que o respeito pela Memória nos impõe, e neste caso, por exemplo, em nada belisca uma vizinhança harmoniosa que se deseja. Naturalmente que não se vai convidar o Embaixador de Espanha para as cerimónias oficiais.
Refira-se entretanto que a Revolta do Manuelinho foi o antecedente mais importante da Guerra da Restauração da Independência.,e que entre as localidades que se sublevaram esteve Montargil.[/size]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: ARMISTÍCIO   Sab Nov 12, 2011 12:09 am

Dia 11 de Novembro
Dia do Armistício
Armistício é a ocasião na qual as partes envolvidas num conflito armado concordam com o fim definitivo da guerra. É o instante anterior ao tratado de paz. A palavra deriva do latim: arma (arma) e stitium (parar).
Um cessar-fogo refere-se ao fim temporário de combates entre as partes geralmente em um período limitado de tempo em determinado território. Geralmente o cessar-fogo é necessário para a negociação de um armistício. O armistício é um modus vivendi, diferente de um acordo de paz, que pode levar meses ou anos para ser assinado. O armistício da Guerra da Coreia de 1953 é um exemplo cujo tratado de paz ainda não foi assinado.
O Conselho de Segurança das Nações Unidas geralmente tenta impor o cessar-fogo, sendo os armistícios negociados posteriormente entre as partes conflituantes, sem a imposição de termos pelas Nações Unidas.
(Fonte:WIKIPEDIA)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: Ora,tome nota Dia da Linguagem gestual   Ter Nov 15, 2011 7:23 pm

15 de Novembro de 2007
Hoje assinala-se o Dia da Língua Gestual Portuguesa...

Photobucket

« É impossível para aqueles que não conhecem a língua gestual perceberem a sua importância para os Surdos, a sua enorme influência sobre a felicidade moral e social dos que são privados da audição e a sua maravilhosa capacidade de levar o pensamento a intelectos que de outra forma ficariam em perpétua escuridão. Enquanto houver dois Surdos no mundo e eles se encontrarem, haverá o uso da língua gestual.»
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: Dia Nacional do mar 16 de Novembro   Qua Nov 16, 2011 12:12 am

Dia Nacional do Mar

Portugal sempre esteve virado para o MAR, muito significativo para a nossa afirmação na História e no mundo. Quer nos descobrimentos quer no campo da Pesca e especialmente hoje no do Lazer, o MAR tornou-se um factor importante para o país. Não podemos por isso ficar indiferentes à comemoração do seu DIA.
………………………………………………………………………………
O Dia nacional do Mar é uma data comemorativa da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CNUDM), que entrou em vigor a 16 de Novembro de 1994, tendo sido ratificada por Portugal a 14 de Outubro de 1997. Um ano mais tarde, em 1998, o dia 16 de Novembro foi institucionalizado pela Resolução de Conselho de Ministros n.º 83/1998, de 10 de Julho, como o Dia Nacional do Mar.

Vejamos o exemplo de uma comemoração:
Olhão celebra Dia do Mar com exposição
(Dos jornais)
O Museu da Cidade de Olhão acolhe, como exposição permanente, a mostra Sal d’Olhão, que será inaugurada pelas 18:00 de 16 de Novembro, assinalando-se desta forma, naquela cidade algarvia, o Dia Nacional do Mar.
O Museu da Cidade de Olhão comemora, assim, este dia com a inauguração de uma exposição alusiva à história da exploração do sal marinho no concelho de Olhão.
A recolha do sal na zona de Olhão é uma actividade socioeconómica que se reveste de grande importância local e nacional.
"Sal d’Olhão" é, pois, uma mostra onde se pretende evidenciar a importância da actividade salineira em terras de Olhão.
É pois de grande importância revelar divulgar o património cultural associado às marinhas, as conhecidas salinas, uma riqueza enquanto testemunho histórico, cultural e natural da região
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: DIA DA TOLERÂNCIA 16 Novembro   Qua Nov 16, 2011 12:29 am



Dia Internacional da Tolerância
Pela sua importância transcrevemos aqui hoje a

Mensagem UNESCO Director-Geral para o
Dia Internacional da Tolerância
16 de Novembro de 2011
A tolerância é uma idéia antiga, ao mesmo tempo como sendo uma ideia que é sempre nova e na necessidade de reinvenção contínua. Muito mais importante, a tolerância é um comportamento, um modo de ser que evolui com a história das nossas sociedades.
Em um mundo que está mais ligado do que nunca, a intolerância não é uma opção, e "tolerância passiva" ou coexistência pacífica por si só não é suficiente. A mistura de diferentes identidades e a aproximação das diversas culturas, entre os Estados, mas também no seio das sociedades, as chamadas para nós conceber modelos de cidadania e participação social onde as pessoas conseguem viver juntos, na verdade, ao invés de apenas "lado a lado".
Simples cidadãos ou dirigentes públicos em todos os níveis pode ajudar a demonstrar que a tolerância é o caminho para aproveitar ao máximo a diversidade humana como fonte de coesão de criação, vitalidade e social.
A tolerância é uma escola para o diálogo. É uma condição para a identificação, comparando experiências e opiniões, os valores fundamentais compartilhados de nossa pertença à humanidade, independentemente de nossas origens diferentes, religiões ou culturas. A tolerância é, por definição abertura, para os outros. É o oposto da indiferença e nunca pode promover a retirada em sua própria cultura ou comunidade. Ninguém pode invocar a diversidade ou a utilização de "tolerância" como base para atacar direitos humanos universalmente reconhecidos. Este ano, o 10 º aniversário da Declaração Universal da UNESCO de Direitos Humanos nos convida a martelar esta mensagem vital.
A construção de uma ética da tolerância real hoje exige cada um de nós para melhorar nossas habilidades e nossa capacidade de abraçar a diversidade global, através da partilha de conhecimentos línguas, masterização, descobrir culturas e aprender as lições da história. A chave para esta tolerância activa é uma educação de qualidade, que nos permite participar de um debate informado, ouvir os outros e integrar diversos pontos de vista. E hoje, faço um apelo a todos os Estados e partes interessadas da sociedade civil a tomar medidas para alcançar este objectivo.
É um desafio vital para a paz. Ela também promove a inovação social, uma fonte de renovação para as sociedades e ideias. Nenhum país pode satisfazer nossos desafios comuns. Nenhuma cultura tem o monopólio sobre a universalidade. Se, juntos, queremos encontrar novas soluções para as questões do desenvolvimento sustentável e emergem de crises com sucesso, precisamos que todos participem. A cultura de tolerância é vital para o futuro das nações e se torna mais forte através do comportamento diário de cada um de nós.
Irina Bokova
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
linomendes



Número de Mensagens : 328
Data de inscrição : 16/06/2010

MensagemAssunto: DIA INTERNACIONAL DA MULHER   Qua Mar 07, 2012 4:02 pm


Em nome da História
DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Suas origens e razão de ser
.
8 de Março de 1857
Nova York Photobucket

Algumas centenas de operárias de uma fábrica têxtil organizam uma jornada de luta, reivindicando salário igual aos dos homens e redução da carga horária que era então de 16horas por dia. Como resposta, os patrões trancam a fábrica que incendeiam, o que origina a morte de 139 mulheres.
E é este facto hediondo que estará na origem do DIA DA MULHER, uma das datas especiais que mais se tem justificado no decorrer dos tempos, que se continua aliás a justificar em muitas partes do mundo onde a mesma continua a ser tratada como simples “objecto”,e mesmo em Portugal onde a Constituição da República define claramente a igualdade entre todos os cidadãos mas na prática as diferenças ainda subsistem.
……………………………………………………………………..



mulheres

Quanto a datas históricas, o I Dia Nacional da Mulher, comemorado nos Estados Unidos, terá acontecido em 28 de Fevereiro de 1909,sendo que no ano seguinte, e na Dinamarca, um “encontro socialista” confere cariz internacional ao “movimento”, sendo entretanto o “I Congresso Internacional das Mulheres”, realizado no mesmo país, que escolheu o dia 8 de Março. Mas este Dia só viria a ser confirmado em 1917, graças às mulheres russas que escolheram o último domingo de Fevereiro para fazer greve por “pão e paz”, resistindo inclusivamente à oposição política.
Cai o Czar, e o Governo Provisório garante-lhes inclusivamente o direito ao voto.
Estamos a 23 de Fevereiro do Calendário Juliano, em uso na Rússia, e que corresponde ao 8 de Março do Calendário Gregoriano, usado em Portugal.
…………………………………………………………………
E nada melhor para finalizar esta entrada na História,do que um poema de Madre Teresa de Calcutá:

A TI MULHER
Tem sempre presente que a pele enruga
O cabelo embranquece, os dias convertem-se em anos…
Mas o que é importante não muda.
A tua força e convicção não tem idade,
Através de cada conquista vem um novo desafio,
Enquanto estiveres viva sentes-te viva.
Se sentires saudade do que fazias volta a fazê-lo
Não vivas de fotografias amolecidas.
Continua, quando todos esperam que desistas.
Faz com que em vez de pena te tenham respeito.
Quando não conseguires correr através dos anos, trota,
Quando não conseguires trotar caminha,
Quando não conseguires caminhar, usa uma bengala…
Mas nunca te detenha
s MULHER[
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: TERRORISMO   Dom Mar 11, 2012 6:47 pm

11 de Março –

Dia Europeu Pelas Vitimas do Terrorismo.stop

Este dia é de homenagem a todas as vitimas do terrorismo, e é um dia, e de reflexão na busca de soluções que combatam esta forma de agressão, que corrompe a liberdade de cada um.
Mas quais as causas do “Terrorismo”?
Por um lado o fundamentalismo religioso, por outro, será talvez a resposta aos patrões do mundo que tentam subjugar outras culturas.
E será o das armas o único diálogo que se pode travar com o terrorismo?
Aqui deixamos um extracto uma declaração política proferida por José Ribeiro e Castro em 15 de Setembro de 2011

O terrorismo está longe de ser uma ameaça erradicada. Neste domingo, pudemos ouvir também a renovação das pragas da Al-Qaeda. O extremista norueguês de Oslo e da ilha de Utoya ainda não nos saiu da memória. Em qualquer parte do mundo onde mora uma fagulha de fanatismo cego, sabemos, hoje, que o terror pode morar aí e atacar a qualquer hora, onde menos se espere, da forma menos plausível. Pode ser qualquer de nós. Basta estar no sítio errado momento errado.
O risco alastrou. Há mais segurança – e muitas ameaças foram travadas a tempo. Sabemos isso. Mas os estorvos gerados a todos pelas crescentes exigências de segurança foram banalizando uma certa cultura do medo ou, ao menos, da ameaça sempre pendente. O aperto contínuo dos sistemas de segurança suscita acesos debates sobre quebra de direitos fundamentais. De tal forma que não podemos ignorar como o terrorismo contemporâneo se tornou questão central de Direitos Humanos: não só quando se trata de limites aos indispensáveis sistemas de segurança, mas sobretudo nas incontáveis vítimas que mata e fere, nos milhões de cidadãos que progressivamente foi subordinando à servidão do medo, nos incómodos que provoca às dezenas de milhões que todos os dias viajam e todos os dias são revistados, apalpados, radiografados nos aeroportos de todo o mundo e nas centenas de milhões que, sem sequer saberem, consta que, todos os dias, são escutados ou discretamente pela electrónica. Admirável mundo novo!


Photobucket


Enquanto não for erradicado este novo terrorismo global, que também aprendeu o brocardo “think globally, act locally”, não é só que não teremos segurança. É mais do que isso: não voltaremos a ter liberdade. Para não termos um terrorista a ameaçar-nos, teremos sempre um polícia a vigiar-nos. É esse o preço contemporâneo que
pagamos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: Dia do PAI   Dom Mar 18, 2012 3:41 pm

Dia do Pai
PAI

Ao que nos dizem, o Dia do Pai acontece nos nossos tempos por iniciativa de uma jovem de 27 anos e de nome Sonora Louise, a viver nos Estados Unidos.
Decorria o ano de 1909 e a ideia nasceu quando ouvia um sermão sobre o Dia da Mãe, ela que foi criada pelo pai e pelos irmãos dado que a sua morrera, tinha ela 5 anos. E foi graças ao seu empenho, que em 19 de Março de 1910 se comemorava pela primeira vez o DIA DO PAI.E como símbolo dessa comemoração foi escolhida a “rosa”,sendo a “vermelha” dedicada aos pais vivos, e a”branca” dedicada aos já falecidos.
Hoje esta “data” é comemorada em quase todo o mundo, mas em datas diferentes. Em Portugal a data de 19 de Março foi escolhida por influência da Igreja Católica para coincidir com o Dia de S.José.

A História considera no entanto que a homenagem ao Pai remonta a 4 mil anos a.C. e à antiga Babilónia ( cidade que ficava a 80 quilómetros ao sul da actual Bagdad)quando um jovem chamado Elmesu terá moldado em argila o primeiro cartão dirigido ao pai, desejando-lhe sorte, saúde e longa vida .




Entretanto, finalizemos esta nossa singela referência ao DIA DO PAI com apresentação de um poema que é como que uma oração:






PAI, PERDOA-ME

Pai, perdoa-me
pelas vezes que sentei ao seu lado, mas não ouvi o que dizias...
Pai, perdoa-me
pela visita rápida de fim de tarde, antes do jantar de domingo...
Pai, perdoa-me
pela pouca paciência, quando querias aconselhar-me nos negócios...
Pai, perdoa-me
por achar que tuas idéias já estavam ultrapassadas...
Pai, perdoa-me
por ignorar tua experiência de vida...
Pai, perdoa-me
pela minha falta de tempo para passar contigo...
Pai, perdoa-me
pelo teu convite que recusei porque ia sair com meus amigos...
Pai, perdoa-me
pela minha insensibilidade na hora da tua dor...
Pai, perdoa-me
pelas vezes em que meus filhos não te trataram com o respeito que merecias...
Pai, perdoa-me
pelo abraço que não te dei, pelo carinho que não te fiz...
Pai, perdoa-me
por não ter reconhecido em ti o próprio Cristo...
Pai, abençoa-me...

Autor Desconhecido
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: Consumidor   Seg Mar 19, 2012 6:57 pm

Direitos
do Consumidor


Será ,entre os inúmeros considerados”Dias Especiais “ ,dos menos atractivos ,mas é sem dúvida dos mais relevantes .No fundo todos somos consumidores, e não apenas de produtos alimentares como muitos pensam no imediato, sendo ainda que ao instituir o “Dia Mundial dos Direitos do Consumidor em 15 de Março de 1962, John F.Kennedy, então Presidente dos EUA, logo defendeu quatro direitos fundamentais:
direito à segurança
direito à informação
direito à escolhaPhotobucket
direito a ser ouvido





No nosso País os direitos do consumidor estão reconhecidos da Constitução e na lei:
Direito à protecção da saúde e segurança;
Direito à qualidade dos bens e serviços;
Direito à protecção dos interesses económicos;
Direito à reparação dos prejuízos;
Direito à informação e à educação;
Direito à representação e consulta.

Os consumidores podem reclamar utilizando para tal o Livro de Reclamações, obrigatório em todos os estabelecimentos públicos e privados. Mas um grande mal no nosso País, é a impunidade com que se não cumpre a lei e se ignora a própria Constituição.

Voltemos ao princípio:


Todo ser humano é um consumidor, e não só de produtos alimentares como muitos ainda pensam.
“ As pessoas comem, vestem-se, divertem-se; compram apartamentos, móveis, CDs, revistas, livros, electrodomésticos e utilizam serviços telefónicos e bancários, entre muitas outras coisas. Resumindo, consumidor é toda pessoa física (indivíduo) ou jurídica (empresa, associação ou qualquer outra entidade) que adquire um produto ou serviço para uso próprio.”

Não é por falta de leis que se é constantemente burlado, sendo que o Código de Defesa do Consumidor(11.09.90) que entrou em vigor em 1991, é uma “ lei de ordem pública” que salvaguarda direitos e impõe deveres.
É no entanto uma questão de educação, de cultura, de mentalidades, de respeito pelos valores da dignidade, e por alguma razão se conta a história de que o Diabo só conseguiu que o português se atirasse dum penhasco, quando lhe disse que isso era proibido em Portugal


Última edição por lino mendes em Qua Mar 21, 2012 2:17 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: A PRIMAVERA   Qua Mar 21, 2012 2:03 am

Chegou
a Primavera


Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira.
Che Guevara
flores

Sendo uma das quatro estações do ano, a Primavera é sempre um motivo de esperança e de bem estar ou não se tratasse na entrada da estação das flores. Aliás, talvez a sua principal característica seja o reflorescimento da flora, a proporcionar paisagens de grande beleza, numa oferta da natureza e assente na diversidade. Orquídeas, jasmim, violeta,hortência,crisâtemo,são algumas das flores da época.
A volta da Terra ao redor do Sol(traslação), demora um ano para se completar, e é esse movimento que, juntamente com a inclinação do eixo de rotação da Terra, está na origem das referidas “estações”,que existem na maioria dos países—primavera/verão/Outono e inverno—embora em períodos diferentes conforme se trate do Hemisfério Norte ou no Hemisfério Sul.

No Hemisfério Norte em que nos situamos, a PRIMAVERA ocorre de 21 de Março a 30 de Junho.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::



As estações do ano e ... a agricultura
A agricultura é um sector que sofre bastante com as alterações climáticas pois está bastante dependente das variações de temperatura.
O Verão é a época por norma mais prejudicial para o cultivo pois as temperaturas são muito elevadas e a água é escassa.
A primavera é a altura que marca o desabrochar das flores, as temperaturas são moderadas e o frio não se faz sentir muito.
No Outono aquilo de que nos lembramos logo é das árvores despidas. É uma estação moderada em termos de temperatura e antecede o nosso rigoroso inverno.
O inverno é uma época propícia ao desenvolvimento da agricultura pois a chuva faz crescer as plantações. Contudo, torna-se por vezes prejudicial quando a chuva não é moderada. Se chove em abundância também pode estragar o desenvolvimento do sector primário.
Com o avançar dos tempos e com a poluição as alterações climáticas são constantes. Quando é suposto estar frio está calor, quando é suposto chover faz sol ... e assim sucessivamente !(Fonte:com a devida vénia, transcrito do blog AS ESTAÇÕES DO ANO)

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

O Mito da Primavera

Estamos no início da primavera. Neste ciclo a natureza vibra em cores , em perfumes , na irradiante beleza das flores . Nada melhor do que conhecer um pouco sobre o mito da Primavera .

As deusas Démeter e Perséfone representavam para os povos da antiguidade os poderes da natureza, a sua transformação e o surgimento cíclico. Na Grécia Antiga, o primeiro dia da primavera era o dia em que Perséfone, prisioneira nas profundezas da terra durante seis meses, ressurgia ao regaço deDeméter, sua mãe.

Conta Homero que no sudeste da Europa havia um tempo em que reinava a eterna primavera. A erva era sempre verde e espessa e as flores nunca murchavam. Não existia Inverno, nem terra infértil, nem fome. A responsável por tanta maravilha era Démeter, a quarta esposa de Zeus. Desse matrimônionasceu Core, chamada Perséfone. Uma bela jovem, adorada por sua mãe, que costumava brincar em um campo repleto de flores.
*


Um dia, passou por lá o terrível Hades com o seu temível carro puxado por cavalos. Apaixonou-se por Perséfone e raptou-a levando-a para o subsolo, o seu território. Deméter, não encontrando sua filha empreendeu uma peregrinação de nove dias e nove noites, à sua procura. Ao décimo dia , o Sol, que tudo vê, confessou para Deméter que Hades era o autor do rapto . Irritada pela ofensa Démeterdecidiu abandonar as suas funções no Olimpo. Viveu e viajou pela terra. Esta ficou desolada e sem frutos uma vez que, privada da mão fértil de Deméter , ficou seca e as plantas não cresceram .

Ao deparar-se com tal desastre Zeus viu-se obrigado a intervir mas não pôde devolver a filha de Deméter, uma vez que Perséfone já tinha provado o fruto dos infernos (a romã) e por isso era impossível abandonar as profundezas e regressar ao mundo dos vivos. No entanto intercedeu fazendo uma composição : uma parte do ano Perséfone passaria com o seu esposo e, a outra parte, com a sua mãe.
Quando Perséfone regressa para estar com sua mãe, Démeter mostra toda sua alegria fazendo crescer as flores e os frutos, deixando a terra verde. Quando a jovem desce ao subsolo, o descontentamento da sua mãe demonstra-se pela tristeza do Outono e do Inverno. Assim renova-se anualmente o ciclo das estações sendo esta e explicação que os gregos davam à sucessão entre elas: o Outono e o Inverno são tristes e escuros como o coração de Deméter ao estar separada da sua filha. A alegria e a serenidade retornam quando voltam a ficar juntas, com a chegada da Primavera .
(in Arte Imita Vida)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: DIAMUNDIAL DA POESIA   Qui Mar 22, 2012 8:15 pm

21 de Março
Dia Nacional da Poesia
poesia


Tanto quanto sabemos, o Dia Mundial da Poesia celebra-se a 21 de Março, e foi criado pela UNESCO em 16 de Novembro de 1999,tendo como objectivo, para além do seu ensino, a promoção, a publicação, a leitura por todo o mundo.
Considero como possível que em 2013 se realizem uma ou mais acções comemorativas da efeméride --escolas, cafés, quaisquer outros lugares --mas neste ano que decorre registemos apenas e aqui, alguns poemas. Antes, porém, uma questão que se me coloca;
Afinal o que é poesia?



poesia

Arte que se distingue tradicionalmente da prosa pela composição em verso e pela organização rítmica das palavras, aliada a recursos estilísticos e imagéticos próprios: composição literária em verso; harmonia.
Poema e poesia, que diferença?
Escasseiam-me conhecimentos para dissertar sobre o tema, para mim “poesia rima com harmonia”,pelo que fico confuso perante muitos escritos intitulados de poesia e que por aí circulam.

________________________________________
PENSAMENTOS

Não temas inimigos verdadeiros
Pois conheces os seus perigos,
Mas cuidado com os matreiros
Que se fazem passar por amigos.
Cuidado com quem te saúda
Mas não te olha de frente,
Nem esperes que te acuda
Quem não vem de boa semente.
Não julgues o mal nutrido
Nem o olhes por cima dos ombros,
Há muito segredo escondido
Numa casa em escombros.
Não acredites sem fundamento
No que te prometem alegremente,
O seu incumprimento
Deixar-te-á menos descontente.
Uma luz na escuridão
Pode não vir do farol,
Muitas vezes a ilusão
É que nos rouba o sol.


Aníbal Lopes Setembro 2010

.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Dez réis de esperança
António Gedeão

Se não fosse esta certeza
que nem sei de onde me vem,
não comia, nem bebia,
nem falava com ninguém.
Acocorava-me a um canto,
no mais escuro que houvesse,
punha os joelhos á boca
e viesse o que viesse.
Não fossem os olhos grandes
do ingénuo adolescente,
a chuva das penas brancas
a cair impertinente,
aquele incógnito rosto,
pintado em tons de aguarela,
que sonha no frio encosto
da vidraça da janela,
não fosse a imensa piedade
dos homens que não cresceram,
que ouviram,viram,
ouviram,viram,
e não perceberam,
essas máscaras selectas,
antologia do espanto,
flores sem caule,flutuando
no pranto do desencanto,
se não fosse a fome e a sede
dessa humanidade exangue,
roía as unhas e os dedos
até os fazer em sangue.


:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


ERA UMA VEZ…..
História e Tradição


(Maria Albertina Dódio)



Avó ,conta uma história,
Conta uma história, avó…
Tantas guardas na memória!...,
Conta-me agora uma, só.


Ora vamos então ver…
Deixa-me lá recordar…
É isso! Esta vai ser.
Com o que te vou contar,
Muito terás a aprender,
Se o souberes escutar…


Com o sorrir no olhar,
A criança se aninha,
Que contar, é animar,
No colo da avozinha.

E logo ela começa,
Dando-lhe um beijo e, sem pressa:


“Era uma vez…um senhor
Chamado de D.Dinis.
Era rei deste País,
Um rei culto,lutador.
De cognome “Lavrador”,
Que também fazia guerra
Aos mouros que cá viveram
Há muitos anos atrás.
Lutas insanas tiveram…
Mas, um dia veio a paz
E aqui fundou nossa terra.

No século treze,foral,
D.Dinis de Portugal,
A Montargil concede,
Um bem maior que procede
De um gesto de louvor,
Elevando a terra a Vila,
Sita em monte de argila,
Um concelho promissor,
De direito e com “Castela”;
Uma vila alegre e bela,
No alto dum monte erguida,
Dando-lhe amor e vida
O beijo do rio Sor.

Mais tarde,tempo passado,
Montargil perde o legado
De concelho se manter.
MAS É VILA ATÉ MORRER!!!
Por mais que se diga ou faça,
Ninguém lhe nega o valor,
Nem a genuína graça…
Qu,da argila lhe vem raça
E o encanto… do rio sor.»

Ó avó,muito obrigada!
Essa história é um primor
E D.Dinis um bom rei!
Ouvi História e Tradição,
Escutei com o coração,
Muito mais rica fiquei.

Agora, bem informada,
Entre outras coisas,eu sei
Porque é,que a nossa vila,
Erguida em monte de argila,
De MONTARGIL é chamada…
E jamais o esquecerei!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: DIA DA FLORESTA   Qui Mar 22, 2012 10:17 pm

Dia 21 de Março

A Árvore e a FlorestaPhotobucket



Naturalmente que o dia comemorativo tem em vista uma chamada de atenção para a sua importância na vida do planeta, para a sua preservação, e com razão se afirma, que quem conhecer uma arvora não a arranca.
Ponto assente, as florestas desempenham papeis relevantes, quer a nível ecológico, quer económico, quer social.
O que usufruímos?
Madeira, combustíveis, alimentos e matérias primas como resina, celulose, cortiça, frutos e bagas; protecção do solo contra a erosão, controlo do ciclo e da qualidade da água. Concentram a maior parte da biodiversidade terrestre, nomeadamente de espécies vegetais e animais; não podendo ignorar-se o alto valor paisagístico e recreativo.Não sendo de esquecer “o valor indirecto
Quais os atropelos que estão a ser cometidos, quais as pressões que a s florestas estão sofrendo? Vejamos:
A sua conversão para a agricultura; os fogos florestais; a sobre-exploração da madeira; a fragmentação por estradas; a poluição atmosférica; as alterações climáticas; a introdução de espécies exóticas, como plantas e fungos e não só.
Entre os cuidados a ter, é muito importante a luta contra os incêndios florestais, para o que é importante a ” limpeza dos terrenos, a proibição de fogueiras, o ter mais publicitárias que alertem para os riscos dos incêndios
Mas não basta a prevenção. sendo fundamental que se faça a “reflorestação”,substituindo as árvores velhas por outras novas, que devem ser tratadas contra doenças e pragas. E, naturalmente, fazer uma exploração racional. Sendo que, se uma floresta demora dezenas ou mesmo centenas de anos a “formar-se”,”quando destruímos uma floresta estamos a destruir um “ecossistema “ com uma tal”biodiversidade,” que importa fazer cada vez mais esforços no sentido de a defender”,como “fonte de riqueza natural” que é.
Photobucket
O DIA DA ÁRVORE foi pela primeira vez comemorado em 1872 no Nebraska (EU).Objectivo, a plantação ordenada de diversas árvores para resolver o problema da escassez de material lenhoso, Em Portugal é a 9 de Março de 1913, que a Festa acontece pela primeira vez .Mas em 1971,por proposta da Confederação Europeia de Agricultores, a FAO estabelece o Dia Florestal Mundial”com o objectivo de sensibilizar as populações para a importância da floresta na manutenção da vida na Terra”.
E é assim que em 21de Março de 1972,início da Primavera no Hemisfério Norte,que em dinersos países,incluindo onosso pela primeira vez se festeja o DIA MUNDIAL DA FLORESTAcuidado com as queimadas com fins agrícolas ou de pastorícia e que nunca devem ser feitas de manhã; o mais amplo serviço de vigilância, o dispor de mais e melhores meios de combate aos incêndios Sendo ainda de considera a realização de campanhas .






Photobucket

Dia 21 de Março

A Árvore e a Floresta
Naturalmente que o dia comemorativo tem em vista uma chamada de atenção para a sua importância na vida do planeta, para a sua preservação, e com razão se afirma, que quem conhecer uma arvora não a arranca.
Ponto assente, as florestas desempenham papeis relevantes, quer a nível ecológico, quer económico, quer social.
O que usufruímos?
Madeira, combustíveis, alimentos e matérias primas como resina, celulose, cortiça, frutos e bagas; protecção do solo contra a erosão, controlo do ciclo e da qualidade da água. Concentram a maior parte da biodiversidade terrestre, nomeadamente de espécies vegetais e animais; não podendo ignorar-se o alto valor paisagístico e recreativo.Não sendo de esquecer “o valor indirecto
Quais os atropelos que estão a ser cometidos, quais as pressões que a s florestas estão sofrendo? Vejamos:
A sua conversão para a agricultura; os fogos florestais; a sobre-exploração da madeira; a fragmentação por estradas; a poluição atmosférica; as alterações climáticas; a introdução de espécies exóticas, como plantas e fungos e não só.
Entre os cuidados a ter, é muito importante a luta contra os incêndios florestais, para o que é importante a ” limpeza dos terrenos, a proibição de fogueiras, o ter mais cuidado com as queimadas com fins agrícolas ou de pastorícia e que nunca devem ser feitas de manhã; o mais amplo serviço de vigilância, o dispor de mais e melhores meios de combate aos incêndios Sendo ainda de considera a realização de campanhas publicitárias que alertem para os riscos dos incêndios
Mas não basta a prevenção. sendo fundamental que se faça a “reflorestação”,substituindo as árvores velhas por outras novas, que devem ser tratadas contra doenças e pragas. E, naturalmente, fazer uma exploração racional. Sendo que, se uma floresta demora dezenas ou mesmo centenas de anos a “formar-se”,”quando destruímos uma floresta estamos a destruir um “ecossistema “ com uma tal”biodiversidade,” que importa fazer cada vez mais esforços no sentido de a defender”,como “fonte de riqueza natural” que é.

O DIA DA ÁRVORE foi pela primeira vez comemorado em 1872 no Nebraska (EU).Objectivo, a plantação ordenada de diversas árvores para resolver o problema da escassez de material lenhoso, Em Portugal é a 9 de Março de 1913, que a Festa acontece pela primeira vez .Mas em 1971,por proposta da Confederação Europeia de Agricultores, a FAO estabelece o Dia Florestal Mundial”com o objectivo de sensibilizar as populações para a importância da floresta na manutenção da vida na Terra”.
E é assim que em 21de Março de 1972,início da Primavera no Hemisfério Norte,que em dinersos países,incluindo onosso pela primeira vez se festeja o DIA MUNDIAL DA FLORESTA.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: DIA MUNDIAJ»L DA ÁGUA   Sex Mar 23, 2012 1:54 am

Água
Fonte de VidaPhotobucket

E aqui temos uma efeméride, que podendo ser motivo para nos contar a história e a evolução da água através dos tempos, deve ser essencialmente de reflexão, de “educação”para o uso correcto da mesma.
Photobucket
A água é imprescindível à nossa vida, sem água nenhuma espécie animal ou vegetal poderia sobreviver. Sendo que cerca de 70% da nossa alimentação e do nosso próprio corpo são constituídos por água. Mas começa a haver escassez, é preciso gastá-la com racionalidade, é preciso não a poluir, pois sabe-se que durante o ano morrem dez milhões de pessoas das quais metade com menos de 18 anos, por causa de doenças que não existiriam se a água fosse tratada.
O filósofo grego Empédocles “ defendia que a água era um dos quatro elementos básicos da natureza, em conjunto com o fogo, terra e o ar, sendo respeitada como a substância básica do Universo”.
Photobucket
E foi “com o objectivo de realizar actividades concretas que promovam a consciencialização pública sobre a importância de conservação, preservação e protecção da água, fontes e suprimentos de água potável “ que em 22 de Fevereiro de 1993, a Assembleia Geral da ONU declarou o dia 22 de Março de cada ano como o “Dia Mundial das Águas”.

Em Montargil seria interessante que a EBI realizasse uma sessão com a participação dos pais, no sentido de os esclarecer sobre o assunto.
Pela sua importância, está agendado para 2010.
Entretanto, aqui deixamos um “recado” que nos chegou:
Photobucket

1) ---Quando lavar a louça à mão, não se deve deixar a água a correr; 2) — As máquinas de lavar louça ou roupa, apenas quando estiverem cheias devem ser colocadas a funcionar; 3) — Sempre que a mesma ofereça confiança, deve-se beber água da torneira; 4) — Quem tiver aquário e mudar a água, a que retirar deve ser usada para regar as plantas” já que é rica em nitrogénio e fósforo sendo um bom fertilizante natural”; 5) — Os duches devem ser rápidos; 6) — Um chuveiro de alta pressão, provoca um mais baixo consumo; 7) — Enquanto se faz a barba ou se esfregam os dentes, a torneira deve estar fechada. E dizem-nos ainda, que será também uma medida preventiva o captar água da chuva para regar as plantas, regar sempre a relva de manhã cedo quando disso for caso, pois sendo as temperaturas mais baixas minimiza-se a evaporação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: DIA MUNDIAL DO TEATRO   Sex Mar 23, 2012 2:23 am



Photobucket
Embora hajam dúvidas, (podem ter sido os egípcios, indianos o, chineses)considera-se que o TEATRO nasceu na ANTIGA GRÉCIA. De qualquer forma foi neste país” que ao longo dos anos os rituais primitivos se foram transformando, tomando novas formas como festividades e actividades culturais, até determinar os cultos teatrais como forma de representação e arte, como conhecemos hoje”.
E nasce a TRAGÉDIA.Photobucket
ÉSQUILO, SÓCOFLES e EURÍPEDES foram os três grandes trágicos gregos. THÉSPIS cria o teatro ambulante e inventa as máscaras que serviam também para assinalar as personagens femininas já que as mulheres não podiam representar.
Refira-se que o trágico” retrata o sofrimento do homem, a sua luta contra a fatalidade, as causas da nobreza, numa linguagem bem rica e dersificada”.
Aparece entretanto a COMÉDIA não muito bem recebida de início, situação que se altera um tanto quando surge a democracia( século V a.C.),e serve “ como forma de ridicularizar os principais factos políticos da época. ARISTÓFANES foi o seu grande autor.
Diga-se, entretanto, que o “cómico” aparece para “satirizar os excessos, as falsidades, as mesquinharias”.
(Fonte: Jussara de Barros)
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::



Photobucket


Entretanto, o nascimento do teatro em Portugal, remonta a GIL VICENTE que alguns consideram o fundador do “teatro português” mas outros não,”alegando que existiam já manifestações teatrais antes da noite de 7 para 8 de Junho de 1502, data da primeira representação do "Auto do vaqueiro" ou "Auto da visitação", nos aposentos da rainha. (WIKIPÉDIA)

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Photobucket


E em Montargil o teatro também tem a sua historia e uma actualidade bem marcante.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::



Photobucket

Quanto ao DIA MUNDIAL DO TEATRO foi criado em 27 de Março de 1961 pelo “Instituto Internacional do Teatro”,data da inauguração em Paris, do “Teatro da
s Nações”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: CONTRA O RACISMO   Sab Mar 24, 2012 1:58 am


Photobucket
O termo “racismo” deriva de “raça”e” é a tendência do pensamento, ou o modo de pensar, em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras”.É um pensamento negado pela ciência, mas que ainda hoje se faz sentir, certo que proibido por legislações, mas mantido bem vivo em comportamentos. Mas hoje chamar-lhe-ia antes “descriminação”, visto haver situações que nada têm a ver com o que, na sua essência, se poderia considerar “raça”.
No seu artº13º(Princípio da Igualdade)a Constituição da República Portuguesa é clara e soberana, ao afirmar que:
1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei.
2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
E é a mesma Constituição que no nº2 do artº 16º considera que “os preceitos constitucionais e legais relativos aos direitos fundamentais devem ser interpretados e integrados de harmonia com a Declaração Universal dos Direitos do Homem.

O dia 21 de Março foi a data instituída pela ONU em 1969 para defesa da igualdade dos povos. “. Do ponto de vista histórico, a data surgiu logo depois do massacre ocorrido na cidade de Sharpeville na África do Sul quando a polícia do Apartheid matou 69 negros e feriu 180, no dia 21 de março de 1960. Além disto, a data serve como alerta para aqueles que ingenuamente acreditam na superioridade de raças, pois é preciso que todos se conscientizem da importância de lutarmos pela fraternidade, harmonia entre os seres humanos e a ideia da unicidade biológica da espécie humana.”(Jair Silva)
Ainda HOJE “o racismo é uma forma de escravizar o ser humano, admitindo conceitos que impedem a realização da dignidade humana.”

Sabemos como nos tempos que correm a “descriminação” dita a sua lei, e como é importante uma educação no sentido da igualdade e da dignidade humanas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
linomendes



Número de Mensagens : 328
Data de inscrição : 16/06/2010

MensagemAssunto: METEREOLOGIA   Sab Mar 24, 2012 9:47 pm

Photobucket
Não será certamente descabido considerar que toda a nossa vida é condicionada pelo estado do tempo, por exemplo uma viagem que vamos fazer e, para mais não citar, um espectáculo que vamos apresentar. Pelo que será muito importante o saber com que situação vamos deparar, o que hoje é possível determinar até com uma certa aproximação, graças à Meteorologia, que de uma maneira simplista, digamos ser a ciência que estuda a atmosfera terrestre.

Temos que recuar muito no tempo para encontrar, graças a Aristóteles, as primeiras referências à Meteorologia. Estávamos no ano 340 a.C. quando o filósofo escreveu o livro”Metereológica” e no qual,”à sua maneira filosófica e especulativa” falava sobre”filosofia natural”,falava sobre “o tempo, o clima, sobre astronomia, geografia e química. Falava de nuvens, chuva, neve, vento, granizo, trovões e furacões. Naqueles dias, tudo o que caia do céu e qualquer coisa vista no ar era chamada de meteoro, daí o nome meteorologia.”
Entretanto ,diz-nos a História, que as ideias de Aristóteles foram aceites durante quase dois mil anos,
Mas que o nascimento da Meteorologia como “ciência natural e genuína” só acontece depois da invenção
dos instrumentos meteorológicos (os termómetros, no fim do século XIV, o barómetro, para medir pressão atmosférica e4m 1643, e o higrómetro, para medidas de unidade, no final do século XVIII).”
Vem depois o telégrafo em 1843,e foram traçadas as “ cartas do tempo” ,e depois de factores evolutivos temos esta ciência na era espacial.
E em homenagem tento à ciência que a meteorologia é como aos seus profissionais .nasce em 1961 o “Dia Meteorológico Mundial.”No dia 23 de Março porque foi nesta data (1950) que entrou em vigor a Convenção da Organização Meteorológica Mundial (OMM) que se tornaria um ano depois, em 1951, uma agência especializada da Organização das Nações Unidas.

Mas esta resenha de história não pode ignorar aquilo que podemos certamente designar por “meteorologia popular”.

“Antes da previsão das condições meteorológicas com base cientifica tal como é trealizada actualmente, as pessoas cujas actividades dependiam fortemente das condições meteorológicas (como pastores, pescadores) acreditavam na tradição meteorológica para predizer as condições meteorológicas do dia seguinte. Era essencial terem um sentido acurado de observação e rapidamente conectarem alterações na natureza com a cadência ou padrões de tempo. As convicções the milhares de pessoas foram passando de geração em geração, tornaram-se parte da cultura e da educação, pelo que muitas das lendas sobre como prever o tempo permaneceram. Muitos dos provérbios populares não são mais que rimas familiares, mas alguns têm, de facto, base científica.”
Fonte:www.ibge.gov.br


Última edição por linomendes em Sab Mar 24, 2012 9:59 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
linomendes



Número de Mensagens : 328
Data de inscrição : 16/06/2010

MensagemAssunto: DIA DO AUTOR PORTUGUES   Dom Mar 25, 2012 6:51 pm

Photobucket
Anteriormente ao texto e ao livro ,aparece a “escrita” que poderemos definir como um código, que transforma o abstracto(os sinais, as letras) no concreto( as palavras).Mas para que o “livro”fosse possível seria necessário o “papel”que terá aparecido no ano 105 d.C.
Claro que muito se escreveu, desde que 4000 anos a.C. na antiga Mesopotâmia a escrita foi elaborada e criada.” Era a escrita cuneiforme. Os sumérios usavam como suporte ,placas de barro, onde cunhavam esta escrita. Muito do que sabemos hoje sobre este período da história, devemos às placas de argila com registos quotidianos, administrativos, económicos e políticos da época.”in Sua Pesquisa .com)


Photobucket


Mas hoje estamos a registar o “Dia do Livro Português”,efeméride que em meu teria designação mais correcta se “Dia do Livro em Portugal”,dado que se centra no dia em que foi impresso o primeiro livro em Portugal(1487).Título: O Pentateuco, escrito em hebraico.Tipografia:do judeu Samuel Gacon, na Vila-a-Dentro, em Faro. E só em 1497, na cidade do Porto,Rodrigo Álvares imprime o primeiro livro todo escrito em Português, e com o título”Constituições que fez o Senhor Dom Diego de Sousa, Bispo do Porto.
A evolução do saber deve-se sem dúvida ao livro.
Mas como e quando aparece e o que é o LIVRO?
Eis o que a História nos conta;
“Se considerarmos como livro uma obra escrita, teremos que remontar à escrita cuneiforme feita pelos assírios e babilónios e ao Código de Hamurabi (conjunto de leis transcrito em 1694 a.C.). O mais antigo texto literário seria a Epopéia de Gilgamesch, escrita no século 7 a.C., na Babilônia. A Íliada, de Homero, teria sido escrita por volta de 725 a.C., mas só foi "impressa" no século 6 a.C. Considerando a configuração actual do livro, o primeiro a ser impresso com tipos móveis, com capa e encadernado foi a Bíblia de 42 linhas de Gutenberg (1397 – 1468), publicada em 1454 na Alemanha.”
“Originalmente os textos eram escritos em papiro, depois em pergaminhos e só durante o Império Romano ocorreu uma das transformações que os aproximaram da forma convencional do livro. Nessa época, os juristas decidiram manusear o pergaminho de forma diferente, dobrando-o em quatro ou em oito, chamando esse caderno de volumem, costurando esses cadernos uns aos outros, construíam o que chamavam de códex (códice). Mais tarde, na Idade Média esses códices passaram a conter também iluminuras e miniaturas ilutrativas.”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
linomendes



Número de Mensagens : 328
Data de inscrição : 16/06/2010

MensagemAssunto: DADOR DE SANGUE   Seg Mar 26, 2012 4:17 am





Photobucket

DAR SANGUE é um acto relevante de cidadania, de solidariedade, sendo muitos os que devem a vida a estes anónimos do fazer bem. É por isso que o 27 de Março, instituído como “Dia do Dador de Sangue”,para além de uma chamada de atenção para a importância do mesmo, deverá ser de homenagem a esses ignorados cidadãos que prestam tão elevados serviços ao país.
História ou lenda, contam-nos que a crença “de que o sangue dá e sustenta a vida e de que também é capaz de salvá-la vem de tempos remotos. Entretanto, foram necessários séculos e séculos de estudos e pesquisas para a ciência descobrir a sua verdadeira importância e dar a ele uso adequado. Até chegar esse dia, prevaleceram as práticas fundamentadas na intuição e no senso comum.”Conta-se até que na Grécia antiga, os nobres bebiam o sangue de gladiadores mortos na arena, a fim de obterem a lembrando ainda que o mesmo é imprescindível.
É fundamental que os stocks de sangue não faltem nos nossos hospitais, como cura de diversos males, entre eles a epilepsia.”
Foi em 1986, que através de uma Resolução do Conselho de Ministros, esta data foi instituída, procurando-se com a mesma sensibilizar a população para o alto valor social e humano do “dar sangue” como é importante saber que o sangue que se dá não faz falta ao organismo de q
uem o dá.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
linomendes



Número de Mensagens : 328
Data de inscrição : 16/06/2010

MensagemAssunto: LIVRO INFANTIL   Seg Mar 26, 2012 7:29 pm

Em primeiro lugar há que entender o que é “Literatura Infantil”(gosto mais da designação de “Literatura para a Criança),e são vários os conceitos com que deparamos. Segundo Valéria de Oliveira Alves “há uma enorme discussão entre os teóricos para entender a Literatura Infantil. A discussão passa pela conceituação, a concepção da infância e do leitor, a ligação da literatura infantil e a escola, até o carácter literário dessas obras para crianças.”

Photobucket
(com a devida vénia reproduzimos esta imagem)


Escritos por professores e pedagogos, com o objectivo de transmitir “valores”, encarar a realidade e criar hábitos, digamos que “educar moralmente” os primeiros livros infantis aparecem no final do século XVII, e como e de certo modo ainda hoje acontece são considerados produto de segunda.
Márcia de Oliveira, diz-n os que “as histórias reportam valores morais e éticos, que levam o sujeito a repensar suas atitudes do quotidiano, numa reflexão que pode modificar sua acção, tornando-a melhor enquanto pessoa. Segundo Humberto Eco – escritor, filósofo e linguista italiano – a literatura infantil traz sentido aos factos que acontecem na vida, envolvendo as crianças. Dessa forma, “qualquer passeio pelos mundos ficcionais tem a mesma função de um brinquedo infantil.”E é ainda na companhia de Márcia que continuamos pelos caminhos da história ficando a saber que”desde a Idade Média já havia Literatura Infantil. É sabido que naquele tempo a infância era algo um tanto quanto diferente do que concebemos hoje. As crianças não possuíam espaços exclusivamente para elas e, muitas vezes, levavam uma vida de adulto, trabalhando arduamente nas lavouras de uma sociedade até então eminentemente agrária. Mas, as histórias de heróis e cavaleiros fortemente vestidos com armaduras fascinavam não só crianças, mas adultos também. E detalhe: ainda não haviam inventado o livro. As histórias eram contadas oralmente, o que nos leva a afirmar que a Literatura Infantil, na verdade, é anterior ao livro infantil.”
2 de Abril
Porque é este o dia do nascimento do escritor Hans Christian Andersen, autor de títulos como “O Patinho Feio”, “O Soldadinho de Chumbo”, “A Pequena Sereia” e “As Roupas Novas do Imperador”, de difusão mundial, é esta a data escolhida para “Dia Internacional do Livro Infantil”, comemorado em sessenta países com o objectivo de incentivar e despertar nas crianças o gosto pela leitura. Pois que a par dos que continuam a considerar o livro infantil um produto de segunda, há os que entendem que “tanto os clássicos da literatura infantil quanto os livros somente ilustrados, proporcionaram o desenvolvimento do imaginário das crianças, bem como o aspecto cognitivo, desenvolvendo seu aprendizado em várias áreas da vida”Considera-se ainda que as histórias reportam valores morais e éticos, que levam o sujeito a repensar suas atitudes do quotidiano, numa reflexão que pode modificar sua acção, tornando-a melhor enquanto pessoa.”Entretanto,e segundo Humberto Eco – escritor, filósofo e linguista italiano – a literatura infantil traz sentido aos factos que acontecem na vida, envolvendo as crianças. Dessa forma, "qualquer passeio pelos mundos ficcionais tem a mesma função de um brinquedo infantil.

E em Portugal, como era ,como é?
Quando 1974 acontece, e permite um novo olhar sobre a problemática do livro infantil, nomes como Matilde Rosa Araújo, Luísa Dacosta, Luísa Ducla Soares, Maria Alberta Menéres, António Torrado, entre outros ,são já uma referência .E a evolução continua…
1974
……é então proclamado pela UNESCO como o “Ano Internacional do Livro Infantil”.

E a finalizar este texto, deixamos a questão COMO É HOJE A “LITERATURA INFANTIL” EM PORTUGAL ?
Iremos desenvolvendo o tema, mas deixando já hoje com um abraço de




amizade dois nomes que deve fixar: RITA VILELA


Photobucket


e LURDES BREDAPhotobucket
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
linomendes



Número de Mensagens : 328
Data de inscrição : 16/06/2010

MensagemAssunto: DIA DAS MENTIRAS   Ter Mar 27, 2012 1:01 am

Photobucket
Tentando encontrar uma definição simples para “mentira”,alguém me disse que” mentira era tudo o que não fosse verdade”,mas alguém contrapôs que “mentira era a verdade dos políticos”.Entretanto e segundo o Dicionário Porto Editora e entre outras coisas mentira é:embuste,falso,peta,engano propositado E sendo que sempre ouvi dizer que é feio mentir, também temos a “mentira piedosa”que se diz na intenção de fazer bem a alguém.
Enfim, o certo é que a mentira é uma arma perigosa.,e que mentiroso é alguém em quem não se acredita mesmo quando fala verdade, e aqui lembramos a história do jovem pastor que tanto mentiu gritando “acudam que andam aqui lobos”,no dia em que de facto lá andavam ninguém acreditou e lhe acudiu.
Por quê, então, o DIA DA MENTIRA?

Photobucket



Quanto à origem nada de certezas, mas algumas presunções.
.
Segundo a WIKIPEDIA, há muitas explicações para o 1 de Abril se ter transformado no dia da mentira, dia das petas, dia dos tolos (de abril) ou dia dos bobos. Uma delas diz que a brincadeira surgiu na França. Desde o começo do século XVI, o Ano Novo era festejado no dia 25 de Março, data que marcava a chegada da primavera. As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1 de Abril[1]
Em 1564, depois da adopção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX de França determinou que o ano novo seria comemorado no dia 1 de Janeiro. Alguns franceses resistiram à mudança e continuaram a seguir o calendário antigo, pelo qual o ano iniciaria em 1 de Abril. Gozadores passaram então a ridicularizá-los, a enviar presentes esquisitos e convites para festas que não existiam. Essas brincadeiras ficaram conhecidas como plaisanteries.
Em países de língua inglesa o dia da mentira costuma ser conhecido como April Folies Day, "Dia dos Tolos (de abrir)"; na Itália na França ele é chamado respectivamente pesce d'aprile e poisson d'avril, literalmente "peixe de Abril".
No Brasil, o primeiro de Abril começou a ser difundido em Minas Gerais, onde circulou A Mentira, um periódico de vida efémera, lançado em 1º de Abril de 1828, com a notícia do falecimento de Dom Pedro, desmentida no dia seguinte. A Mentira saiu pela última vez em 14 de Setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de Abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente.(fim de citação).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: A PÁSCOA   Seg Abr 02, 2012 12:32 am



A Páscoa
Photobucket

Embora nesses tempos( 1920/1930) a religiosidade fosse maior entre as nossas gentes, pois para assistir a Missa ou mesmo rezar o terço muitos eram os que vinham dos arredores (do campo) quadra da PÁSCOA já tinha ultrapassado as fronteiras do religioso, pois a crentes e não crentes se ouvia logo de manhã (domingo) o desejo de uma “Boa Páscoa”Como em todo o lado a Quaresma começava à “Quarta-Feira de Cinzas”o que não impedia que nesse mesmo dia se realizasse o “Enterro do Santo Entrudo”que viria a ser proibido de maneira brutal aí por 1950,e terminava no Sábado de Aleluia pelas 10 horas quando os sinos repicavam na torre da Igreja enquanto a garotada, batendo as “ matracas “diziam” Aleluia, Aleluia, Cristo Ressuscitou”. Mais tarde começaram a dizer “Aleluia, Aleluia, Bacalhau para a rua”.É que de uma maneira geral a população respeitava o jejum não comendo carne no dia de sexta-feira. Nos meios-dias santos,—de quinta feira ao meio-dia a sexta feira à mesma hora –não se trabalhava ,.não se mechia em terra, e às 15 horas dessa mesma sexta-feira, em casa ou no trabalho ,respeitava-se um minuto de silêncio.

Ainda durante a “Quaresma” e também mais ou menos até aos anos 50,mais concretamente na terceira quarta-feira tinha lugar a “Serração das Velhas”.

Diga-se, entretanto, que a PÁSCOA tem lugar no 1º domingo depois da Lua Cheia que ocorra no dia ou depois do dia 21 de Março. É uma festa móvel que ocorre 47 dias depois da “Quarta-feira de Cinzas”.
A “Semana Santa”, durante a qual decorrem as cerimónias relativas às várias fases do processo que leva à crucificação, tem início no domingo anterior (Domingo de Ramos), que simboliza a entrada de Jesus em Jerusalém, e durante o qual são benzidos os “ramos de palmeira”.

PÁSCOA é tempo de festa, que se no aspecto religioso difere de terra para terra, o mesmo acontece no campo do lúdico, mas com a simbologia a não ter fronteiras. O “ovo” (símbolo do nascimento), o “folar” ,as “amêndoas”,o pão e o vinho”(que representam a última ceia do Senhor), o “círio”(a grande vela que se acende na aleluia) são entre outros ,símbolos que marcam esta quadra.


Curiosamente, e sem que saibamos o por quê, em Montargil não são ramos de palmeira que se benzem mas sim de alecrim e de oliveira que são depois colocados em cruzes de cana, nas hortas e nas cearas. Havia até quem colocasse duas cruzes, uma voltada para a outra.
Entretanto e décadas atrás (1920/1930) era por aqui tradição que ao domingo de Páscoa os pastores viessem dos campos à vila para comprar as amêndoas. É certo que o dinheiro era pouco, mas as amêndoas (de massa de centeio) eram baratas e vendiam -se ao preço de dois tostões a meia-quarta. Aliás, houve tempo em que nesta “quadra” se andava pela rua “rifando” pacotes de amêndoas---era o “Caçurras”, embora este não saísse da porta da taberna era o “Rabanita” e era o “Perneta” e se calhar outros que agora não recorda. A cada jogador ( teriam que ser entre 3 a s),e por um tostão eram dadas três cartas de um baralho de que se retiravam as figuras ganhando aquele que tivesse a carta com mais pintas.

Outro costume que também desapareceu, era o do “enganchar”.Rapariga com rapaz ou rapariga com rapariga, enganchando dedo mininho com dedo mininho diziam “enganchar, enganchar, para na quaresma fazer rezar”,e quem no domingo de Páscoa se deixasse enganar, isto é, se deixasse fazer rezar primeiro ,---apontava-se e dizia-se Reza --lá tinha que dar o “folar”, que normalmente era um pacote de amêndoas .Mais tarde e ao enganchar já se dizia,”enganchar, enganchar, para na Páscoa fazer rezar”.
Os que” enganchavam” ficavam “compadres”(Compadres da Páscoa),e o “folar” constavam sempre de amêndoas, mas no caso das raparigas estas ofereciam sempre mais qualquer coisa como por exemplo uma “gravata”,um “lenço” ou um “colarinho”que nesse tempo era desligado da camisa. Claro que havia sempre retribuição daquele que fazia “rezar”.

Nalguns pontos do país também é dado o nome de “folar” a um bolo que se faz por esta altura ( e não só, creio) mas foi hábito que por aqui não se enraizou No entanto, aí pelos anos 1945/50,o Mestre Alfredo, um verdadeiro artista na arte de padeiro, fazia um “folar” da massa das “arrufadas”,que como se sabe é um bolo pouco doce. De formato circular, levava ao centro um ovo e cruzando sobre o mesmo duas “asas” como as das cestas e naturalmente da mesma massa .Era então cozido no forno a lenha o que como se sabe lhe dava outro sabor.


Quanto à gastronomia, a ementa era a canja de galinha ou de peru(este em casas mais endinheiradas),e as ditas aves assadas no forno a lenha(que lhe dava um outro sabor).Á quinta e/ou à sexta feira santa (dias em que não se comia carne) o bem tradicional arroz com castanhas. No que respeita a doces, as afamadas tejeladas ,e os doces de amêndoa( os queijinhos e as tortas).Mas também nos falaram no chibo e no borrego assados( mas em fornos a lenha)havendo ainda quem nos fale, para o almoço, da sopa de pé de porco .

Durante muitos anos, a “Procissão dos Passos”que merecia uma enorme adesão, realizava-se no “Domingo de Ramos” para não coincidir com a que aqui ao lado se realizava em Cabeção. Durante a mesma que percorria a Rua do Comércio e a Rua da Misericórdia, estava assinalada a “Via Sacra”sendo cada uma das 14 “estação”marcada por um altar, que determinava uma paragem do cortejo, sendo então entoado um cântico alusivo ao acontecimento, com acompanhamento de algum instrumental— Contrabaixo (Chico Lourenço), Trompete (José Arlindo) e Clarinete (Fouchinha) enquanto o maestro Alves do Carmo emprestava a voz. O Sermão do Encontro” tinha lugar ou frente à Travessa dos Combatentes com o orador na varanda do Pailó(já numa segunda fase) ou então frente ao Moura(com o orador na varanda da casa deste). Era um momento emotivo, que sensibilizava mesmo os não crentes..

O “ Baile da Pinha”realizava-se no domingo anterior à Páscoa.
E na segunda-feira ( de Páscoa)embora fosse dia de trabalho ,era costume ir-se em grupo fazer “pique-niques” no campo, pelo que muitos nesse dia tomavam uma “empreitada” para poderem ir para a festa.

Domingo de Páscoa era altura em se realizavam muitos baptizados, mas em tempos mais remotos era Domingo de Pascoela a data escolhida ,chegando a ser 45 no m
esmo dia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: DIA MUNDIAL DASAÚDE   Seg Abr 02, 2012 12:44 am

Dia
Mundial da Saúde
Photobucket

Instituido em 1848 pela OMS, tentando de deste modo sensibilizar as pessoas para a importância da saúde na sua vida, o DIA MUNDIAL DASAÚDE é comemorado a 7 de Abril, e este ano subordinado ao tema
Envelhecimento e saúde: Uma boa saúde dá mais vida aos anos”-“
Trata-se de reconhecer que uma boa saúde ao longo da vida pode ajudar as mulheres e os homens idosos a terem vidas mais preenchidas e produtivas e permanecerem um recurso para as suas famílias e comunidades. O Envelhecimento diz respeito e responsabiliza todos e cada um de nós mais novos e mais velhos, do sexo feminino ou masculino, ricos e pobres–em qualquer local onde se viva”.

Mas a própria comunidade também lucra, no aproveitamento dos saberes adquiridos, ou antes da Sabedoria
acumulada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ORA,TOME NOTA   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ORA,TOME NOTA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A nota de 100$00?
» Salamandra/ 25° Capítulo- Angelina flagra Romano e Carmela no Delicias do Café exclusivo!!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: História e Património :: Sala da Cultura-
Ir para: