G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Outubro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 EUGENIA LIMA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
lino mendes
Admin


Número de Mensagens : 869
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: EUGENIA LIMA   Ter Abr 12, 2011 1:51 pm

Eugénia Lima
a diva do acordeão


Mas se eu não fiz nada por Montargil, por quê esta homenagem?
Assim me questionou Eugénia Lima. Mas se é certo que basta ter feito pelo país e muito foi, para em qualquer ponto do mesmo poder ser homenageada, a verdade é que os registos histórico-culturais da nossa terra também a referem.
Ora vamos lá a ver:
Estarei errado se disser que foi à freguesia de Montargil que mais vezes se deslocou para tocar a bailes? Atenção que as Noitinhas, onde residia uma família amiga e tocou mais de uma centena de vezes, era então parte integrante de Montargil…
Não é verdade que dedicava uma sincera amizade ao maestro Alves do Carmo?
Não é também verdade que uma vez— agora sei que não se lembra mas faz parte dos registos da nossa História Cultural— que uma vez integrou a orquestra do nosso grupo de teatro que se deslocou a Brotas? Infelizmente um dos músicos que também nesse dia a acompanhou-- Manuel Carlos-- estaria aqui para o relembrar se não tivesse morrido há poucas semanas.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Ora, nesses anos que distam já umas décadas, trazer às suas terras os nomes famosos do acordeonismo, era o grande objectivo das sociedades recreativas e das comissões de festas. E eu recordo-me de alguns desses nomes: aqui para os nossos lados, Possidónio Raposo, o Vitorino Matono e, para mais não citar. Eugénia Lima.
Eugénia Lima era a acordeonista do povo, dizia-se Às Noitinhas para a escutar, havia quem daqui fosse, a pé, por vezes com um cachopo de torgalho como então se dizia. E eram quarenta e tantos quilómetros de ida e volta…
Os auto-intitulados intelectuais, que sempre aparecem, não ligam muito à música do povo—ainda hoje acontece—falavam mais no Matono, o professor.
Mas Eugénia Lima, tinha uma mão esquerda insuperável.

…………………………………………………………………………………………

Mas quando se fala da Eugénia Lima acordeonista do povo, quer dizer-se que era ela que mais conseguia chegar à sensibilidade das gentes que desbravavam campos e enchiam celeiros percorrendo quilómetros a pé e dormindo ao relento--e não só. Porque para além do mais, Eugénia Lima é Diplomada com o Curso Superior de Acordeão na categoria de Professora pelo Conservatório de Acordeão de Paris.


Devo ao público tudo quanto sou, disse ela já há algum tempo. O nome que tenho devo-o a todas essas pessoas”, diz, para depois esclarecer: “o nome que fiz foi conseguido a pulso. Hoje basta ir à televisão e somos conhecidos. No meu tempo isso não era assim, tínhamos que calcorrear aldeia por aldeia, vila por vila e cidade por cidade, para que as pessoas passassem a informação umas às outras. Foi assim que fiquei conhecida”.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


DISTINÇÕES. Da sua longa carreira Eugénia Lima recorda momentos que a marcaram. Exemplos disso são as duas distinções que recebeu da Presidência da República, uma pela mão do General Ramalho Eanes e outra por Mário Soares, respectivamente os títulos de Dama da Ordem Militar de Santiago de Espada e de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

Mas, como esquecer a fundação da Orquestra Típica Albicastrense, o Óscar de Imprensa que lhe foi atribuído como melhor solista de música ligeira, o diploma honorífico da União Nacional dos Acordeonistas de França e muitas festas de homenagem e uma mão cheia de distinções e medalhas de mérito.

Obrigado EUGÉNIA!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
EUGENIA LIMA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: História e Património :: Sala da Cultura-
Ir para: