G.P.S.C. de Montargil
Grupo de Promoção Sócio Cultural de Montargil
G.P.S.C. de Montargil

informação
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
    Últimos assuntos
    » MUSEU ONLINE
    Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

    » MUSEU ONLINE
    Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

    » MUSEU ONLINE
    Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

    » MUSEU OINLINE
    Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

    » MUSEOLOGIA
    Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

    » JORNAL DOSSABORES
    Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

    » LITERATURA
    Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

    » O LIVRO
    Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

    » O LIVRO
    Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

    Buscar
     
     

    Resultados por:
     
    Rechercher Busca avançada
    Rádio TugaNet
    Geo Visitors Map
    Maio 2018
    DomSegTerQuaQuiSexSab
      12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
    CalendárioCalendário

    Compartilhe | 
     

     Freiras cultivavam canábis no convento

    Ir em baixo 
    AutorMensagem
    djnata

    avatar

    Número de Mensagens : 446
    Idade : 32
    Data de inscrição : 19/09/2008

    MensagemAssunto: Freiras cultivavam canábis no convento   Ter Jun 15, 2010 3:40 pm

    Duas freiras foram detidas em Masaka, no Uganda, por alegadamente terem cultivado canábis no quintal do convento onde vivem.

    As duas freiras foram detidas pela polícia local, que, numa busca ao convento, encontrou plantas de canábis disfarçadas numa plantação de bananas.

    Uma das freiras resistiu à detenção, acusando a polícia de invasão de propriedade por entrar no convento sem permissão.

    Apesar de não terem divulgado as suas identidades às autoridades, mais tarde, as duas freiras foram identificadas, segundo o site "The New Vision", como sendo as irmãs Nanteza e Rita.

    O comandante da polícia do distrito de Masaka, Titus Byaruhanga, afirmou que a sua intenção não era prender as duas freiras, mas que se viu obrigado a isso pela resistência que apresentaram a prestar depoimento às autoridades.

    No seu depoimento ao comandante da polícia, a irmã Rita afirmou que o canábis não se destinava à venda, mas sim ao tratamento de animais, em particular, porcos.

    As duas freiras foram libertadas após prestarem depoimento e pagarem a fiança. Serão ainda presentes a tribunal.

    A polícia de Masaka deteve também dois homens que apuraram estar ligados à plantação ilegal de canábis.

    FONTE : JN
    Voltar ao Topo Ir em baixo
    Ver perfil do usuário
     
    Freiras cultivavam canábis no convento
    Voltar ao Topo 
    Página 1 de 1
     Tópicos similares
    -
    » Cafe c/ MOtard Rebelde

    Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
    G.P.S.C. de Montargil :: Comunicação DIVULGAÇÂO :: Noticias Gerais-
    Ir para: