G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
    Últimos assuntos
    » MUSEU ONLINE
    Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

    » MUSEU ONLINE
    Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

    » MUSEU ONLINE
    Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

    » MUSEU OINLINE
    Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

    » MUSEOLOGIA
    Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

    » JORNAL DOSSABORES
    Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

    » LITERATURA
    Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

    » O LIVRO
    Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

    » O LIVRO
    Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

    Buscar
     
     

    Resultados por:
     
    Rechercher Busca avançada
    Rádio TugaNet
    Geo Visitors Map
    Outubro 2017
    DomSegTerQuaQuiSexSab
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031    
    CalendárioCalendário

    Compartilhe | 
     

     c/ prof.ARTUR FERNANDES

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
    AutorMensagem
    lino mendes
    Admin


    Número de Mensagens : 869
    Data de inscrição : 27/06/2008

    MensagemAssunto: c/ prof.ARTUR FERNANDES   Seg Jun 07, 2010 6:01 pm

    CONVERSAS CURTAS
    Hoje

    com o professor Artur Fernandess Ms]



    Mentor desse Grupo diferente que é o “Danças Ocultas”, licenciado, alguém que com fluência nos falou precisamente destes três temas:
    Tradicional….Popular….Folclore
    Que mais será preciso dizer para apresentar o professor Artur Fernandes?



    Vamos então às (poucas) questões:
    Tradicional…Popular…Folclore
    Como define cada uma destas vertentes da Cultura? Que diferenças e pontos de contacto?

    Música Tradicional, antes de mais, pressupõe uma vivência.
    E terá que estar indexada a uma determinada comunidade de pessoas num determinado contexto geográfico (localidade, região, país, etc)
    Implica ainda um tempo delimitado de vigência, por estas ou outras palavras: nascimento, crescimento, maturidade, definhamento e fim.

    Num contexto rural, podemos apelidar de Tradição Rural, e está associada a uma prática funcional, isto é, no caso da música para fazer dançar, para marcar a cadência dos trabalhos agrícolas, para embalar um bebé, etc. Neste caso a transmissão é por via oral. Não há o cuidado do registo e portanto saber quem é o autor, saber a origem do género musical, ou ainda saber que notas musicais se estão a tocar não é importante; Importante é fazer-se como “manda a tradição”. Os seus intérpretes, por norma, não têm formação técnica e abordam a prática musical de uma forma intuitiva.

    Num contexto urbano, podemos denominar de Tradição Urbana, e pode estar associada à prática artística amadora ou profissional. Aqui a transmissão é, predominantemente, por registo áudio gravado e registo em partitura. Com este cuidado do registo, torna-se importante as referências ao autor entre outros aspectos. Os seus intérpretes têm alguma formação técnica e mesclam na prática musical o lado intuitivo com o lado técnico.

    Música Folclórica é uma representação das vivências tradicionais. Difere da Música Tradicional pelo facto dos seus intérpretes não vivenciarem no seu dia-a-dia as práticas em causa. Como se fosse uma representação teatral, os seus intérpretes vestem o traje, cantam, dançam, desfilam, tocam unicamente em contextos de actuação, ou então na sua preparação (ensaio).
    Há uma preocupação pela representação o mais fiel possível da tradição
    Da mesma forma que temos “Música Tradicional Rural” ou “Urbana” poderemos então ter também “Folclore Rural” ou “Folclore Urbano” e aqui os cuidados com os registos são respectivamente os mesmos.

    Música Popular
    É internacionalmente entendido como música de autor, de um determinado país, com influências da música tradicional autóctone. O autor usa determinados aspectos musicais da tradição, e mistura-os; por vezes oriundos de regiões diferentes e com a possibilidade de mistura com influências internacionais. O que distingue a Música Popular da Musica Ligeira é o facto da segunda poder ser feita em qualquer país enquanto que a primeira só pode ser de um determinado país por causa de determinados aspectos que a vinculam a esse país. Por exemplo, a música que o Tony Carreira faz é Ligeira pois as características musicais não são exclusivamente portuguesas; Mas a música do Vitorino é Popular Portuguesa porque neste caso há determinados contornos melódicos, rítmicos e outros que são exclusivamente portugueses.

    Oiço muitas vezes companheiros destas andanças, ao elogiarem a maneira como um grupo está trajado, dizer que etnograficamente o mesmo está bem.
    O que é especificamente ETNOGRAFIA? Qual a sua relação com o FOLCLORE?


    Etnografia quer dizer, à letra, grafismo de um etnia. Assim Etnografia é a actividade de grafar (registar) a tradição de uma localidade ou região. Temos como exemplo o acto da recolha, que é um acto etnográfico por excelência. A apresentação pública em forma de espectáculo é um acto folclórico que quanto mais respeito revelar pela tradição, mais etnográfico será.

    E pronto.Um dia destes o professor vai falar-nos da evolução da Concertina desde que há 5000 anos apareceu na China um instrumento a que foi dado o nome de Sheng.
    Voltar ao Topo Ir em baixo
    Ver perfil do usuário
     
    c/ prof.ARTUR FERNANDES
    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
    Página 1 de 1
     Tópicos similares
    -
    » Condição Humana - nova novela [Artur Ribeiro]

    Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
    G.P.S.C. de Montargil :: Eventos, Recreação e Cultura :: Entrevista / Conversas-
    Ir para: