G.P.S.C. de Montargil
informação
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
Últimos assuntos
» MUSEU ONLINE
Ter Abr 29, 2014 8:17 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Dom Abr 27, 2014 7:27 pm por lino mendes

» MUSEU ONLINE
Sab Abr 26, 2014 11:22 pm por lino mendes

» MUSEU OINLINE
Sab Abr 26, 2014 9:29 pm por lino mendes

» MUSEOLOGIA
Sab Abr 26, 2014 9:21 pm por lino mendes

» JORNAL DOSSABORES
Sex Abr 25, 2014 8:55 am por lino mendes

» LITERATURA
Ter Abr 22, 2014 9:36 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:33 pm por lino mendes

» O LIVRO
Ter Abr 22, 2014 9:31 pm por lino mendes

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Rádio TugaNet
Geo Visitors Map
Dezembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 Festival de Folclore Infantil

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Sergio Mendes

avatar

Número de Mensagens : 80
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Festival de Folclore Infantil   Qui Mar 04, 2010 12:41 am

Aí está mais uma Festa das Escolas de Folclore.
Não faltes!
[center
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Antonio Mendes



Número de Mensagens : 823
Data de inscrição : 24/07/2008

MensagemAssunto: Re: Festival de Folclore Infantil   Qui Mar 04, 2010 12:21 pm

Se a Cultura Tradicional constitui um dos principais factores para a dignificação de um país—a sua Identidade Cultural---é inequívoco que o futuro da mesma passa pelas Escolas de Folclore. Mesmo que os responsáveis pela Cultura no nosso País não demorem a introduzir o seu ensino nas nossas escolas. Aliás, como a UNESCO já o recomendou em 1989.

Mas, o que devemos entender por Escola de Folclore ? A constituição de um “grupo Infantil”ou “juvenil”? Digamos que também, mas a funcionar como uma verdadeira Academia da Tradição, na qual os seus elementos possam apreender e compreender toda a vivência das suas gentes de antigamente.

Se mesmo com o desconhecimento que hoje é patenteado por gente que se presumia de saberes , somos um dos dois únicos países que da Federação Internacional de Folclore receberam a Bandeira da Identidade, o que poderemos fazer com um respeito generalizado pelas nossas raízes .

Este ano esta Festa de Folclore, que como sempre terá a organização Técnica do Rancho Folclórico de Montargil e o apoio total da Junta de Freguesia de Montargil terá a presença dos seguintes Grupos:

Rancho Fólclórico de Montargil:

Nas palavras de um historiador e sociólogo, o folclore de Montargil é a junção da alma alentejana com a vivacidade da charneca ribatejana, e a que não falta ainda, acrescentamos nós, a marca da presença algarvia (tiradores de cortiça) e beirã (“ratinhos” em tempo de ceifa).
E, por quê, perguntam-nos, um grupo infantil e juvenil e não apenas infantil?
Porque a nossa opção é a da imagem do grupo adulto— não confundir com a de um grupo adulto em miniatura - dado o seu grau de dificuldade o tempo de aprendizagem seria de certo modo prolongado, o que levaria à desmotivação, à desistência. Sendo ainda de considerar que a aprendizagem será mais rápida e aliciante, se quem não sabe tiver um par que já sabe. Certo que este processo poderia ser usado apenas em ensaios, mas as actuações são moralizadoras e têm que ter um mínimo de qualidade.
Claro que não é apresentada toda a variedade de trajo que a nossa tradição encerra, dado que alguns não são adequados à criança, assim como não é esquecido um momento de brincadeira em tempo de recreio na escola. Quanto às cantigas e às danças, do vira e do verdigaio, à chotiça, ao passo largo e ao corridinho, e sem esquecer o fandango, tudo vai estar no terreiro mas só possível porque o grupo também é juvenil.



O Rancho Folclórico “ As Caiadeiras “ de Gaeiras,
situado na Região Etnográfica da Estremadura e tendo Danças Tradicionais como, Valsa a dois Passos, Verde Gaio e Vira das Caiadeiras, foi criado com o âmbito de recuperar antigas tradições, lendas, usos e costumes dos tempos que marcaram a decada dos nossos antepassados.
De salientar que o nome do Rancho Caiadeiras de Gaeiras, deve-se ás senhoras de outrora que se deslocavam a Caldas da Rainha para aí caiarem o Hospital Termal.
Gaeiras mantêm uma paisagem linda, e encontra-se numa soalheira, com o seu casario predominantemente branco e cuidado.
Tem como Padroeira, Nossa Senhora da ajuda, Padroeira essa que aclama nos diversos cânticos.
Pertence ao Concelho de “ Óbidos “.



Rancho Folclórico da Casa do Povo de Aveiras de Cima
(Ribatejo)

Aveiras de Cima situa-se a meia distância da Serra de Montejunto e da Lezíria Ribatejana e a sua população é maioritariamente constituída por pequenos proprietários agrícolas, que a par de culturas diversificadas tem no cultivo da vinha a sua principal ocupação. Pertence ao concelho da Azambuja, mas ali é produzido, numa tradição secular, muito do bom vinho que dá fama ao vizinho concelho do Cartaxo.
Apesar de no campo económico e social ser com o Ribatejo que mais se identifica, a proximidade da região saloia ainda hoje influi de forma importante nos usos e costumes das suas gentes.
Durante longos períodos do ano o seu campesina- to conviveu na Lezíria com as gentes do Norte, mas um número considerável de famílias tendo conseguido a auto suficiência permaneceu isolada, desenvolveu uma personalidade própria e conservou-a até aos nossos dias.
E é esta identidade que mesmo a sua Escola pretende expressar tanto quanto possível.


Rancho Folclórico “Os Fazendeiros”das
Lagameças (Palmela) — Estremadura


Lagameças (concelho de Palmela-distrito de Setúbal) situa-se na freguesia de Poceirão, onde as suas gentes se dedicam ao amanho das terras, sobretudo ao cultivo da batata e do milho, sendo no entanto a vinha a sua principal produção.
Trata-se de uma povoação bastante antiga, e que anteriormente se chamou “Lagoa de Meças”, degenerando depois para Lagameças.

Esta povoação, constitui um espaço geográfico inserido na “Região Caramela”, dado que nos finais do século XIX ali se instalou gente oriunda da zona da Gândara (Mira, Cantanhede, Tocha e Aveiro) que eram conhecidos por “Caramelos de ir e vir”.

Maioritariamente bailam “danças de roda”, como faziam no intervalo do trabalho, nas adiafas agrícolas e nos bailes.”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Festival de Folclore Infantil
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» I FESTIVAL AÉREO DE CRATEUS - Ce
» Festival Eurovisão da Canção [III]
» Animais para adopção
» Kanamara Matsuri - Festival da Fertilidade no Japão
» Voltando a Erobring. Que comece o festival!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
G.P.S.C. de Montargil :: Tradicional e Popular :: Etnografia e Folclore :: Rancho Folclorico de Montargil-
Ir para: